Alunos do Centro de Reinserção Social dos Olivais entregam réplica de uma viatura em miniatura à CAULE

Folha do Centro - Alunos do Centro de Reinserção Social dos Olivais entregam réplica de uma viatura em miniatura à CAULE

Associação Florestal da Beira Serra realizou uma ação de sensibilização junto dos jovens que se encontram a cumprir pena naquele estabelecimento prisional.

Dez jovens da turma de instalador/reparador de computadores do Centro de Reinserção Social dos Olivais ofereceram, na semana passada, ao presidente da direção da CAULE, Vasco Campos, uma viatura em miniatura, correspondente a uma réplica de um carro utilizado pelas equipas de sapadores florestais. A viatura foi entregue no âmbito de uma ação de sensibilização sobre a temática da defesa da floresta contra incêndios realizada pela Associação Florestal da Beira Serra, a convite da direção daquele estabelecimento prisional de menores. A palestra foi dirigida apenas aos alunos do regime fechado, isto é, àqueles que se encontram a cumprir penas mais “pesadas” – e por isso mesmo esteve rodeada de medidas de segurança, já que estes jovens não têm qualquer contacto com o exterior, encontrando-se numa ala isolada da instituição.

A realização deste tipo de ações é todavia uma “prática” habitual do Centro, que vê nestas iniciativas uma forma de manter o contacto com outras realidades e desenvolver novas competências nestes jovens que acabam por ser rotulados como os mais “perigosos”. “São miúdos que apesar das idades – a maioria oscila entre os 14 e os 18 – têm uma visão muita reduzida do país e do mundo e aquilo que nós pretendemos com isto é tentar que eles percebam que há outras realidades ”, explica o diretor do Centro de Reinserção Social, Jorge Alves, realçando a importância destas atividades envolvendo entidades externas à instituição. “Sempre é alguém de fora a dar-lhe outro tipo de conceitos e de noções”, diz, na expectativa de estas ações poderem ser úteis quando estes jovens forem colocados em liberdade. “Futuramente podem vir a ter contactos com possíveis incendiários e esta mensagem que foi aqui deixada pela CAULE pode levá-los a evitar esse tipo de delitos, se isso acontecer já valeu a pena”, considera ainda aquele responsável. (leia mais na edição impressa)

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.