Alunos participaram no programa “Escola Feliz”

Escola Feliz_2

Escola Feliz_1O Município de Oliveira do Hospital dinamizou, na primeira semana de setembro, mais uma edição do programa “Escola Feliz” que tem como objetivo consolidar aprendizagens e preparar os alunos, que foram acompanhados ao longo do ano letivo transato, para o regresso às aulas.

Desenvolvido desde 2012 por uma equipa multidisciplinar do Município de Oliveira do Hospital, em parceria com diversas entidades, o programa distingue-se pelos resultados de sucesso e pela avaliação positiva dos participantes e dos seus encarregados de educação.

Na semana anterior ao arranque de mais um ano letivo, o programa envolveu 23 participantes, com idades entre os 6 e os 12 anos, que participaram em diversas atividades pedagógicas de desenvolvimento de competências como o raciocínio, a criatividade e a concentração, entre outras. Vários conteúdos foram trabalhados em contexto de sala de aula, como a matemática e o português, para recordar e reforçar as matérias aprendidas, mas houve também espaço para a participação noutras iniciativas com vista à aquisição de novos conhecimentos, como um jogo relacionado com o ambiente, e ainda de formação cívica através do encontro intergeracional com os idosos da Fundação Aurélio Amaro Dinis (FAAD) e do dia dedicado à família, em que contaram com a participação dos irmãos, que os ajudou a perceber que há vários tipos de família na sociedade.

No último dia, passado em comunhão com a natureza no Parque do Mandanelho, enquanto uns descobriam os jogos tradicionais, outros faziam uma avaliação positiva dos últimos cinco dias em que participaram na edição 2019 do “Escola Feliz”.

“Uma semana muito boa” era a opinião unânime do Marco, 8 anos,  do Leonardo, 9 anos, do Pedro, 12 anos, e do Marcos de 11 anos, vestidos com a t-shirt que cada um deles pintou numa das atividades. “Fizemos trabalhos de matemática e também de português, em que tivemos de criar uma história”, explicavam, enquanto destacavam o “Dia da Família”, em que “convidámos os nossos irmãos e fizemos o jogo da teia para os apresentar aos nossos colegas” e os momentos partilhados no encontro intergeracional com os utentes idosos da FAAD.

De acordo estão também na certeza de que o regresso às aulas será feito de forma mais motivada, após esta semana, como explica o Leonardo. “O regresso à escola vai ser mais fácil, pelo menos para mim que vou mudar para uma escola maior com mais alunos e mais velhos do que eu”, explicou.

O programa “Escola Feliz” assume-se como uma participação ativa e motivadora no processo educativo destas crianças, de modo a desvanecer a desmotivação, o desinteresse e a angústia que muitas delas trazem consigo no início de cada ano letivo, e em simultâneo possibilitar experiências que promovam, de forma lúdica, a consolidação dos conteúdos escolares, preparando para o regresso às aulas ao nível da aprendizagem e da adequação comportamental ao contexto de sala de aula.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.