Antiga escola primária de Santa Ovaia virou biblioteca

Folha do Centro - Antiga escola primária de Santa Ovaia virou biblioteca

Edifício foi todo remodelado e deverá servir futuramente para albergar novos serviços.

A freguesia de Santa Ovaia conta a partir de agora com um novo equipamento de apoio à cultura.

Trata-se de uma biblioteca e foi inaugurada, no passado fim de semana, no espaço da antiga escola primária, um belo e bem localizado edifício, que foi todo remodelado para acolher esta nova valência agora ao serviço da comunidade.

Financiadas em 25 mil euros pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, as obras tiveram como objetivo voltar a dar “vida” a um dos edifícios mais emblemáticos da freguesia, mas que se encontrava encerrado há alguns anos, desde que “abriu o Centro Escolar de Nogueira do Cravo”.

“Criou-se ali um bom espaço”, entende o presidente da União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira, Licínio Neves, que pretende agora dar uma nova dinâmica à antiga escola, que além de biblioteca deverá albergar no futuro, novos serviços. Para já, a biblioteca conta com o acervo particular de um santovaiense – João Alves das Neves, que decidiu doar a sua coleção de livros particular à freguesia.

“Tínhamos esses livros guardados em caixotes e era uma pena”, refere o autarca que além destes livros, pretende rechear a nova biblioteca com novos exemplares. “Temos lá espaço para mais”, garante, satisfeito com a recuperação do edifício e deste se encontrar a partir de agora aberto à comunidade. “É mais um equipamento que enriquece a freguesia”, considera, lembrando os muitos outros equipamentos construídos nos últimos anos, ajudando a dinamizar a freguesia.

Um trabalho com olhos postos no futuro que não esquece, todavia, a herança dos seus antecessores, recordada precisamente, no mesmo dia, com uma homenagem aos antigos presidentes de junta de freguesia. “Podemo-nos orgulhar de termos tido sempre bons autarcas”, garante Licínio Neves, para quem “independentemente das ideologias”, o que importa destacar “são as pessoas” que estiveram à frente dos destinos da freguesia e aquilo que fizeram em prol do seu desenvolvimento, desde Serafim Alves de Sousa a Adelino Pereira Nunes, passando por António Silva Marques e Rogério Pereira Mendes. “Isso para nós é que conta”, afirma o autarca eleito pelo PS, e que já fez saber que este será o seu último mandato à frente da União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira.

A dois meses e meio das próximas eleições autárquicas, Licínio Neves, não quer terminar o mandato sem antes “realizar o sonho” de inaugurar as obras do museu do Arguina. Um projeto que está praticamente concluído e que espera venha a dar “visibilidade a Santa Ovaia”, pois é “um espaço marcante em termos da nossa história e das nossas tradições”. “É a nossa marca”, faz notar, lembrando que a criação deste espaço já contribuiu para a reabilitação de algumas habitações numa zona da freguesia que estava a ficar desertificada.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.