Autarca mantém compromisso de comprar viatura se Governo “faltar à palavra”

Folha do Centro - Autarca mantém compromisso de comprar viatura se Governo “faltar à palavra”

Bombeiros de Lagares da Beira recebem equipamento de proteção individual, mas continuam a aguardar financiamento da nova viatura para combate a incêndios florestais.

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital reafirmou o compromisso de apoiar a compra de uma nova viatura de combate a incêndios florestais aos Bombeiros de Lagares da Beira, caso esgote todas as possibilidades de financiamento junto do secretário de Estado da Administração Interna, que numa deslocação recente ao quartel dos bombeiros lagarenses, por altura do seu aniversário, prometeu desbloquear a situação aquela corporação.

“A corporação de Bombeiros de Lagares da Beira vai ter uma nova DFCI que fique claro, mas quero que seja o senhor Secretário de Estado a pagar esta viatura, se não honrarem o seu compromisso, o presidente da Câmara assumirá essa despesa, isso está em cima da mesa e continua, porque eu sou um homem de palavra”, garantiu José Carlos Alexandrino durante uma breve cerimónia que teve lugar no quartel de Lagares da Beira, para entrega de novos equipamentos de proteção individual aos soldados da paz, que apesar de viverem um dos verões mais complicados de sempre, com inúmeros incêndios na região, não têm registo de ocorrências na sua área de intervenção.

Ainda assim e porque têm um parque de viaturas de combate a incêndios “com 30 e mais anos”, o presidente da direção, António Maceira Gonçalves, voltou a lançar o apelo ao presidente do Município para não se esquecer desta corporação de bombeiros. “Nós sabemos que se não tivermos essa viatura não é por falta de vontade do presidente da Câmara, mas já agora aproveito para lhe pedir novamente que não desista de nós, porque não é compreensível andarmos por todo o lado e da maneira que hoje são os incêndios, com a perigosidade que têm, e andarmos aqui com viaturas com 30 e 33 anos sem qualquer proteção, como quase todos os corpos de bombeiros já têm” exortou, lembrando que da parte da direção dos Bombeiros já foi apresentada reclamação junto do POSEUR, no sentido de tentar reverter o chumbo da candidatura ao financiamento da nova viatura.

Acreditando que o processo que conduziu à não aprovação da candidatura do carro de combate “está mal explicado” e que os Bombeiros de Lagares hoje não têm uma nova DFCI porque “os carros já estavam de certa forma distribuídos a outras corporações”, o autarca José Carlos Alexandrino pediu “compreensão” à direção dos Bombeiros no sentido de lhe dar “mais algum tempo” para resolver esta questão junto do Governo, lembrando que a sua “obrigação” é “tentar lutar para que seja o Governo central a pagar o carro”. “Não deixei cair o assunto, continuo a lutar por esta corporação, porque precisamos de um carro mais moderno”, entende o edil, que “acredita que o secretário de Estado irá pagar esta viatura”. Até porque “não terá paz enquanto não o fizer”, aludiu, reafirmando o compromisso de assumir os custos com a aquisição da nova viatura, caso o Governo não assuma as suas responsabilidades.

Com uma época de incêndios a correr “demasiado bem” até ao momento, comparativamente ao que se tem assistido noutras regiões do país, o presidente da Câmara aproveitou para enaltecer e agradecer uma vez mais o trabalho e o empenho de bombeiros e todo o dispositivo municipal de combate a incêndios, não tendo dúvidas que, foi graças a esse “trabalho brilhante” e de “grande coordenação” que o incêndio de Vale de Maceira – um dos maiores desde o inicio da época – não atingiu maiores proporções, numa zona que é de alto risco, tendo ardido 120 hectares de mato e pinhal.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.