Autarca preocupado com aparecimento de casos de fome no concelho

Folha do Centro - Autarca preocupado com aparecimento de casos de fome no concelho

Pela primeira vez desde que é presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, garante ter recebido dois munícipes “diferentes” em situação de carência alimentar.

Pela primeira vez desde que é presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, garante ter recebido dois munícipes “diferentes” em situação de carência alimentar. O autarca que, reserva todas as quartas feiras de manhã para o atendimento aos munícipes, confessa ter-se sentido “envergonhado” com os dois casos de “fome” que entraram no seu gabinete, de pessoas na casa dos 50 anos que “não têm qualquer tipo de subsídio de desemprego”.
“São duas pessoas que me diziam que estavam a passar fome”, frisa o presidente, preocupado com o aparecimento de novos casos de pobreza extrema no concelho, apesar do reforço das políticas de ação social, e das taxas de desemprego serem muito “mais baixas” que a nível nacional. “Isso não esconde que temos muitos problemas que não tínhamos no passado”, refere o edil, considerando esta uma área prioritária da sua intervenção autárquica. “Posso deixar de fazer obras, não podemos é perder a batalha da solidariedade”, reafirma, dizendo-se um presidente do executivo insatisfeito enquanto “tiver um munícipe que passe fome”, ou um “jovem que deixe de estudar por não poder pagar as propinas”.
Casos que são cada vez mais frequentes a atender aos pedidos de ajuda que chegam aos serviços de ação social da Câmara e diretamente ao seu gabinete, às quartas feiras, dia em que recebe os munícipes e se apercebe cada vez mais da pobreza “envergonhada” e do aparecimento de casos de “novos pobres” no concelho. “Apoiar as famílias que estão em dificuldades” é, assim, assumido pelo autarca como um dos eixos fundamentais do atual mandato, atuando ao nível da ajuda alimentar através do Banco de Recursos Sociais, mas também ao nível da empregabilidade, com o programa Ativos Sociais, que tem como objetivo estimular a colocação no mercado de trabalho de jovens à procura do primeiro emprego e desempregados.
De acordo com os últimos dados do vereador da ação social, o Banco de Recursos Sociais apoia perto de uma centena de famílias só na componente de ajuda alimentar que, é de resto, a mais solicitada ultimamente.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.