Câmara apoia 101 postos de trabalho através do programa AtivoSociais

Folha do Centro - Câmara apoia 101 postos de trabalho através do programa AtivoSociais

Implementado nos últimos doze meses pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, o programa AtivoSociais já apoiou a criação de 101 postos de trabalho em parceria com entidades do concelho, entre IPSS, juntas de freguesia e associações setoriais e cooperativas. Num ano, a autarquia investiu 105.570 euros no apoio direto à empregabilidade através deste programa, o que leva o presidente do Município, José Carlos Alexandrino, a considerar que “foi o dinheiro melhor investido no último ano em Oliveira do Hospital”.
Na sessão pública de assinatura de contratos com mais nove entidades, o autarca não deixou de lançar uma questão, “o que poderíamos ter feito com 105.500 euros no Município de Oliveira do Hospital?”, para sublinhar que se podiam ter feito “várias obras físicas” em diversas áreas, como a recuperação de espaços. No entanto considerou que “esta verba é muito melhor gasta no apoio a estes postos de trabalho do que se tivesse sido feita uma estrada em paralelos ou alcatrão”, assinalou.
No ato público, José Carlos Alexandrino reforçou ainda que “hoje há um novo paradigma” e que “quando há pessoas, nomeadamente jovens, que têm dificuldades de emprego e precisam, este é o dinheiro mais bem gasto, ninguém tenha dúvidas”.
O presidente da Câmara Municipal deixou ainda o agradecimento às 25 entidades que aderiram ao Programa AtivoSociais “pelo seu contributo”, e porque têm vindo a empregar pessoas que são necessárias para o seu eficaz funcionamento, cujo número atinge já os 101.
“Há quem pense que este executivo não fez obra, mas fazer obra é também, por exemplo, apoiarmos as IPSS com cerca de 600 mil euros”. E apesar dos cortes orçamentais, “em obra física houve também investimento de 12 milhões de euros, com 8 milhões que vieram do QREN. Nunca ninguém tinha feito isto”, referiu o presidente do Município, relembrando ainda que este apoiou “a instalação de três empresas no concelho que criaram 250 postos de trabalho” e incentivou e premiou “a instalação de 12 novas empresas na incubadora da BLC3”.
Iniciado em julho de 2012, o Programa AtivoSociais apoiou até ao momento 101 postos de trabalho para cidadãos com diversas competências e habilitações: 1.º CEB (26); 2.º CEB (11); 3.º CEB (14); 12.º ano (23) e ensino superior (27). Os apoios abrangeram 75 pessoas do sexo feminino e 26 do sexo masculino, tendo sido dirigidos à celebração de Estágios Profissionais; Medida Estímulo; CEI – Contratos de Emprego e Inserção e CEI+.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.