Câmara de Oliveira lança requalificação da “estrada em piores condições” e da extensão de saúde de Ervedal da Beira

Folha do Centro - Câmara de Oliveira lança requalificação da “estrada em piores condições” e da extensão de saúde de Ervedal da Beira

A estrada que liga a localidade de Lagos à Lajeosa, no concelho de Oliveira do Hospital, vai ser requalificada, num investimento da Câmara Municipal de cerca de 177 mil euros. A autarquia oliveirense também vai abrir concurso público para a obra da extensão de Saúde de Ervedal da Beira, estimada em 250 mil euros, com financiamento de 85 por cento.

O anúncio foi feito na última reunião pública do executivo, pelo presidente da Câmara que se mostrou satisfeito pela intervenção que vai ser feita naquela que considera ser a “a estrada em piores condições no concelho”. Trata-se da via que liga as localidades de Lagos e Lajeosa e que José Carlos Alexandrino entende ser “uma prioridade absoluta”. A obra tem um custo associado de cerca de 177 mil euros. A adjudicação decorre de concurso público. Para o presidente da Câmara esta é “uma obra fundamental”.

Ao mesmo tempo que abre concurso para a beneficiação daquela via, a Câmara oliveirense prepara semelhante procedimento para o lançamento da obra da futura extensão de saúde de Ervedal da Beira. A obra esteve sujeita a atrasos devido aos problemas da titularidade em torno da extinta Casa do Povo da localidade, espaço inacabado, que vai acolher a nova extensão de saúde, até aqui a funcionar em instalações exíguas no piso inferior do edifício da Junta de Freguesia. Os trabalhos da futura extensão de saúde têm um investimento associado de cerca de 250 mil Euros, financiado em 85 por cento através do Pacto da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.

As duas obras chamam a si um investimento a rondar os 500 mil euros. “Investimento para as pessoas”, refere o presidente da Câmara.

Na hora de anunciar as duas obras concelhias, José Carlos Alexandrino assegura não ter escurecido na luta pelo IC6. A contar com “a solidariedade do executivo e do PS concelhio e distrital”, o autarca diz necessitar “da solidariedade nacional” para que o ministro das infraestruturas lance a obra.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.