Câmara eleva para 50 mil euros o apoio aos bombeiros

Apoio bombeiros

Aumento foi aprovado por unanimidade em reunião do executivo.

O Município de Oliveira do Hospital aprovou, em reunião do executivo, o aumentou em 12.500 Euros o subsídio anual a cada uma das duas corporações de bombeiros do concelho, que vão passar a contar com um apoio de 50 mil Euros.

Esta foi a primeira vez que o executivo liderado por José Carlos Alexandrino “mexeu” no subsídio que é dado às duas corporações de bombeiros. “Os bombeiros recebem 37.500 euros de subsídio anual dividido em duas tranches, uma de 12.500 Euros para funcionamento normal e 25 mil euros para pequenas obras, conserto de carros… Por bem, achei que este ano deveríamos aumentar significativamente o subsídio às duas corporações e passá-lo para 50 mil Euros”, referiu José Carlos Alexandrino, que viu a proposta ser aprovada por unanimidade.

Para o autarca oliveirense, este é um investimento importante para que os bombeiros tenham “determinada qualidade”. O autarca diz-se “orgulhoso” pelas duas corporações, apreciando a relação de complementaridade e de trabalho entre os dois corpos de bombeiros.

José Carlos Alexandrino destacou ainda outros apoios dados aos bombeiros, nomeadamente o pagamento dos seguros que é da responsabilidade do município, assim como das equipas de primeira intervenção na época crítica dos incêndios e a comparticipação dos 15 por cento de cada candidatura que é aprovada.

O autarca oliveirense deu conta da disponibilidade do município, para em caso de não pagamento por parte do governo, suportar o arranjo de uma viatura de combate a incêndios da corporação de Oliveira do Hospital (60 mil Euros) e a aquisição de uma viatura necessária à corporação de Lagares da Beira (150 mil euros).

Para incentivar o voluntariado nos bombeiros, o Município prepara a tarifa social da água e estuda a possibilidade de redução da taxa de IMI.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.