Cemitério de Vila Pouca da Beira assaltado

Folha do Centro - Cemitério de Vila Pouca da Beira assaltado

Larápios  ”limitaram-se” a levar algumas jarras em cobre que enfeitavam campas.

Já não é a primeira vez que o cemitério de Vila Pouca da Beira é assaltado, e até vandalizado, mas desta vez, diz quem se recorda dos acontecimentos naquela “última morada” que, desta vez, os larápios foram mais “generosos”, tendo levado apenas algumas jarras em cobre que enfeitavam as campas.

“Não houve nada partido,  nem vandalizado”, garante Catarina Correia, secretaria da União das Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira, lembrando que há uns anos atrás foi “bem pior”, com várias campas e santos partidos e roubados do local.

“Nós  nem sabemos exatamente quando é que se deu isto, só ontem é que alguém foi lá e deu conta que faltavam lá jarras” conta a autarca, associando este assalto a outros que têm vindo a ocorrer na região de furto de cobre. “Demos conta que também não havia luz no local porque tinham roubado os cabos de cobre dos postes de eletricidade” adianta a secretária da nova união de freguesias, lamentando todavia não poderem fazer nada para evitar estas situações.

“Normalmente estes são locais isolados a que as pessoas, felizmente, não  vão todos os dias e muito menos vão durante a noite” refere, julgando que de nada adiantaria reforçar a segurança destes locais. “Não vamos pôr aqui um alarme, porque não é o local indicado para isso” sustenta, dando nota de pelo menos seis campas assaltadas e de várias jarras em cobre desaparecidas. Ainda assim, “foram moderados”, diz a autarca. “Por incrível que pareça na mesma campa levaram uma jarra e deixaram outra, até foram generosos”, relata, lamentando todavia que até estes locais sejam alvo dos amigos do alheio. “Hoje levaram as jarras amanhã não se sabe o que poderão levar mais” receia ainda assim uma popular que deu conta da ocorrência, apesar das campas dos seus familiares se encontrarem intactas. Entretanto, a Junta de Freguesia já apresentou queixa à GNR que deverá averiguar mais este assalto claramente direcionado para objetos em cobre.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.