Presidente da Câmara de Oliveira do Hospital é o novo presidente da CIM Região de Coimbra

CIM região de Coimbra

José Carlos Alexandrino foi eleito por unanimidade pelos restantes 18 autarcas que compõem o Conselho Intermunicipal.

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra elegeu esta quinta, dia 2, por unanimidade, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, como presidente do Conselho Intermunicipal.

O autarca que já era primeiro vice presidente desta CIM, sucede assim ao ex presidente da Câmara da Figueira da Foz, João Ataíde, que deixou a presidência da autarquia e da CIM Região de Coimbra para assumir o cargo de Secretário de Estado do Ambiente.

Motivado e ao mesmo tempo consciente da enorme responsabilidade que tem pela frente, José Carlos Alexandrino promete não defraudar as expectativas dos colegas que o elegeram, defendendo os grandes projetos estruturantes para a região de Coimbra. “Sinto um peso em cima dos meus ombros de responsabilidade de ser capaz de conquistar as obras estruturantes para a região, mas aviso também que vou ser uma voz diferente em relação ao Terreiro do Paço”, garante o edil, lembrando que a CIM da Região de Coimbra é a maior do país, logo a seguir às áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto. “Somos 460 mil pessoas e, por isso, acho que é um desafio enorme”, considera o autarca oliveirense, para quem a eleição para presidente da CIM Região de Coimbra vai forçá-lo a “reestruturar o seu tempo” e a forma de “liderança do próprio concelho de Oliveira do Hospital”. “Há aqui um compromisso é que não deixarei o meu concelho para trás”, deixa, todavia, claro, confessando que neste momento “seria mais fácil não aceitar este desafio”, tendo em conta o que ainda está por fazer no concelho, depois da catástrofe dos incêndios de 2017.

A pressão dos restantes 18 autarcas para assumir a presidência da CIM foi contudo determinante, o que se por um lado lhe retira a “pouca vida pessoal” que já tinha, por outro, entende, “deve orgulhar -me a mim e a Oliveira do Hospital”, diz.

Apostado em continuar o “grande trabalho aglutinador” do seu antecessor, Alexandrino quer marcar a sua presidência com uma boa negociação do Pacto 20/30. “Não posso defraudar as expectativas da região nestas negociações, porque estaremos a lançar a região para os próximos anos”, entende o presidente, apostado em aprofundar o caminho de afirmação da cidade de Coimbra como polo aglutinador e de desenvolvimento de toda esta comunidade de municípios.

Ao seu lado, como vice presidentes, José Carlos Alexandrino conta com o presidente da Câmara da Pampilhosa, José Brito, e o presidente da Câmara da Figueira da Foz, Carlos Monteiro.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.