Combate ao desemprego continua a ser a “grande luta” do executivo

Folha do Centro - Combate ao desemprego continua a ser a “grande luta” do executivo

III Feira do Emprego, formação e empreendedorismo abriu as portas em Oliveira do Hospital.

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital voltou a eleger o combate ao desemprego como a maior “luta” do atual mandato autárquico. José Carlos Alexandrino discursava na abertura da III Feira de Emprego, Formação e Empreendedorismo que abriu portas na cidade, contando com a participação de várias entidades ligadas à área da educação e formação.
Confrontado com a constante subida das taxas de desemprego no concelho, Alexandrino deu nota do trabalho desenvolvido pelo seu executivo para tentar travar este flagelo, destacando nomeadamente o programa Ativos Sociais, lançado já em 2012, e que tem como objetivo apoiar a contratação de jovens e outros desempregados. Desde que foi lançado este programa já consegui “arranjar” emprego a 82 pessoas, que foram colocadas sobretudo em IPSS’s, associações e Juntas de Freguesia. “Com esta medida foi possível fazer um pequeno milagre que foi fazer com que essas pessoas tivessem um rendimento no final do mês”, referiu o edil, explicando que “só não conseguimos meter mais gente porque os nossos parceiros não têm trabalho para lhe dar”, uma vez que da parte do Município há disponibilidade para comparticipar novos contratos de trabalho.
Aliás, o presidente da Câmara entende que o programa não pode ficar apenas pelas entidades públicas, terá que evoluir também para o privado, com a autarquia a patrocinar igualmente parte do salário dos trabalhadores. “Não tenho dúvidas que não há dinheiro mais bem empregue que no combate ao desemprego” reafirmou o edil, que aproveitou para responder às criticas da oposição relativamente à contratação de pessoal “a mais”, lembrando que se a Câmara Municipal apoia as pessoas é porque elas precisam, pois “não estão em casa porque querem, mas porque não têm emprego”.
“Este é o trabalho mais importante que posso fazer pelo concelho e pelas pessoas”, sustentou ainda o edil, apontando para as várias ações e programas lançados pelo Município no sentido de estimular o emprego e o empreendedorismo de base local. Uma das próximas medidas com vista à criação de mais um “conjunto de empregos” vai chamar-se “Município perto de Si”, cuja ideia é criar nas freguesias um balcão de atendimento aos munícipes, evitando assim a sua deslocação à cidade para tratarem de assuntos relacionados com os serviços camarários, mas não só. “Esta tem que ser a maior luta do meu executivo”, garantiu Alexandrino, aproveitando também para apelar aos responsáveis do Centro de Emprego de Arganil e ao Diretor do Centro Regional de Segurança Social ali presentes, para ajudarem o Município nesta árdua “tarefa”de criar novas oportunidades de emprego no concelho.
O pedido seguiu para o Instituto de Segurança Social e tem a ver com atribuição de um novo Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS), cujo trabalho em Oliveira do Hospital, numa primeira “edição”, foi reconhecido como “um exemplo de sucesso”. Apesar da realidade não ser favorável nem na região, nem no país, a diretora do Centro de Emprego de Arganil entende acima de tudo que é necessário “ ter um papel pro ativo nesta matéria” e “não deitar a toalha ao chão”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.