Concurso resultou na colocação de três médicos no concelho de Oliveira do Hospital

Centro Saude OHP

Pelo menos dois clínicos deverão chegar em abril e reduzir lista de utentes sem médico de família.

Três novos médicos deverão reforçar o corpo clínico do Centro de Saúde de Oliveira do Hospital, que no passado mês de dezembro sofreu novo abalo com a saída de profissionais. A colocação resulta de concurso promovido pela Administração Regional de Saúde do Centro, sendo que pelo menos dois clínicos deverão iniciar atividade ainda neste mês de abril.

“Temos a expectativa de reforço de três novos médicos no Centro de Saúde que vêm suprir parte das necessidades que temos”, afirmou o vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que disse ter recebido aquela garantia por parte da Administração Regional de Saúde do Centro conforme resultou do concurso que foi promovido.

À margem da comemoração do 4º aniversário da Unidade de Cuidados na Comunidade Pinheiro dos Abraços, que teve lugar nas instalações da corporação de bombeiros de Lagares da Beira, José Francisco Rolo destacou a importância da chegada de novos médicos, por permitir a reabertura de extensões de saúde que até aqui têm estado encerradas por falta de profissionais, assim como a redução do número de utentes sem médico de família. “Temos expectativa de que a colocação de três novos médicos venha reforçar a qualidade da assistência médica à população”, referiu o autarca, que ainda assim nota a sua insatisfação pelo encerramento do Serviço de Atendimento Permanente do Centro de Saúde, garantindo que “o objetivo do município é termos urgências capacitadas para responder às necessidades da população”. “Foi uma opção tomada pelos responsáveis locais do Centro Saúde. Não era essa a nossa perspetiva”, referiu o vice-presidente, assegurando que o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino e o executivo se têm batido junto da Administração Regional de Saúde do Centro e do Ministro da Saúde por “um ponto de acesso a doentes emergentes”.

A esta altura o número de utentes sem médico de família no concelho de Oliveira do Hospital é na ordem dos 5400. Um número que, segundo Álvaro Simões, diretor do Centro de Saúde deverá descer para menos de metade com a colocação de, “pelo menos dois médicos” ainda neste mês de abril. Pese embora aquele número, o responsável tem a constatar que “a realidade já não é muito má”, recordando que há três anos, num concelho com cerca de 22 mil habitantes “tínhamos metade da população sem médico de família”.

No passado mês de março, o ministro da Saúde deslocou-se ao concelho para inaugurar a Unidade de Saúde de Ervedal da Beira e garantiu usar “todo o engenho e arte” para que os oliveirenses tenham o respeito que merecem. Recorde-se que, desde novembro de 2017, a assistência médica nocturna, ao fins de semana e feriados passou a ser assegurada pelo Hospital da Fundação Aurélio Amaro Diniz e o Serviço de Atendimento Permanente (no Centro de Saúde) no período diurno deu lugar às consultas de inter-substituição.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.