ESPECIAL EPTOLIVA – O ensino do futuro

Folha do Centro - EPTOLIVA - O ensino do futuro

É com orgulho que hoje faço parte de uma escola que diariamente se preocupa com o futuro dos seus alunos. A EPTOLIVA é uma escola aberta à comunidade, onde os alunos não são números, são pessoas. Onde o empreendedorismo, a inovação, a ciência, a componente mais prática do ensino, são uma forma de ser, estar e fazer na EPTOLIVA. É uma forma diferente de estar na Educação. Não é todos os dias que o nosso trabalho é reconhecido pelos vários cantos do país. Não é todos os dias que uma simples escola profissional do interior vence concursos a nível regional. Não é todos os dias que uma simples escola profissional do interior vence concursos a nível nacional. Não é todos os dias que uma escola profissional se vê representada em projetos europeus. Não foi por acaso que a Escola mais empreendedora da Região Centro se tornou na melhor Escola profissional do país em muitos dos projetos em que participou.

Tivemos a sorte de fazer parte de um ano histórico para a EPTOLIVA. Foram dignamente e amplamente comemorados os 25 anos com a comunidade. Pedagogicamente temos uma escola profissional com mais alunos, com mais professores, com mais cursos e com melhor qualidade de ensino. Financeiramente temos uma associação que, no final de 2016, apresentou um resultado líquido excelente, que permitiu abater o passivo da escola que se arrastava há anos. Em 2017 deixamos uma escola com a desejada sustentabilidade financeira e pedagógica que nos propusemos alcançar. Temos uma escola, cujo trabalho é reconhecido a nível local, regional, nacional e Europeu, por entidades externas. Temos uma Associação que aumentou em quase 40% o número de promotores que tinha, tendo hoje a honra de contar com cerca de 70 associados, empresas e instituições de toda a região. A EPTOLIVA é na atualidade uma marca de qualidade na Educação desta região.

Esta direção tem seguido uma estratégia clara de readaptar o ensino aos novos desafios que hoje temos. E temos a perfeita noção de que o ensino profissional é atualmente uma clara aposta no futuro. Não é por acaso que o atual governo estabeleceu como meta a atingir, ter 50% dos alunos do ensino secundário a frequentarem o ensino profissional. É uma aposta na educação e formação profissional, que acaba definitivamente com o preconceito e com o rótulo de “ensino dos que não querem estudar”. É que para prosseguir estudos no ensino superior, é igual terminar um curso profissional, ou terminar um curso regular do secundário.

Mas para termos um ensino profissional sério, com objetivos claros e com resultados práticos, temos que nos adaptar à evolução natural dos tempos. E há questões que não podem ser ignoradas por quem gere a Educação. Se temos alunos diferentes dos que tínhamos há 25 anos atrás, não podemos continuar a ter o mesmo ensino. Se queremos ter uma oferta de cursos profissionais adequada às necessidades dos alunos e das regiões, temos que ser capazes de mudar mentalidades e juntar as escolas, os municípios, as empresas e instituições, e fazer um projeto inovador que possa preparar o futuro. Estes são os desafios de amanhã que hoje já vivemos.

Para terminar, quero deixar expresso o meu agradecimento e reconhecimento pessoal a todos os alunos, pessoal não docente, professores, diretores, pais, encarregados de educação e promotores, que têm contribuído para o sucesso da EPTOLIVA. Obviamente que não podemos hoje deixar de agradecer aos nossos Municípios associados, nas pessoas do Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, Prof. José Carlos Alexandrino, assim como ao Presidente da Câmara Municipal de Tábua, Sr. Mário Loureiro, bem como aos seus representantes na direção da ADEPTOLIVA, Profª. Graça Silva, Dra. Ana Paula Neves e Prof. José Manuel Moura.

Só com o contributo de todos será possível continuar a Formar Futuros na EPTOLIVA.

Daniel Luís Domingues e Dinis Costa

Presidente da Adeptoliva

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.