Escola da Ponte das Três Entradas terá sido palco de caso de sodomia

Folha do Centro - Alexandrino pede desdobramento de mega agrupamento em dois

Autarca de Oliveira do Hospital denuncia vários casos de violência física e psicológica nos ex agrupamentos de escolas do concelho.

É um caso que está a chocar a comunidade oliveirense e que teve como palco o antigo agrupamento de escolas do Vale do Alva, Ponte das Três Entradas.

Um rapaz de 12 anos de idade terá sido vítima de abuso sexual por parte de um colega mais velho, ambos alunos do ensino especial daquele estabelecimento de ensino. A alegada violação terá acontecido na zona dos balneários, depois de uma aula de educação física da turma que ambos frequentam, sem que ninguém se tenha apercebido do que se estava a passar, apesar da vítima, segundo relataram ao nosso jornal, ter gritado por auxílio.

O caso que, durante vários dias, permaneceu dentro das paredes da própria escola, acabou por ser denunciado na última reunião da assembleia municipal, pelo deputado do PS, Rodrigues Gonçalves, que aludindo à gravidade da situação nas escolas do concelho, depois da fusão dos cinco agrupamentos de escolas num só, afirmou mesmo ter conhecimento de um caso de “sodomia” num estabelecimento escolar oliveirense que a “comunicação social não tinha sabido explorar”.

Uma denúncia que acabou por ser “a cereja no topo do bolo” da intervenção do presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Hospital, Nuno Oliveira, que já tinha agitado e chocado até a assembleia municipal com o relato de várias situações de violência no interior das escolas que estão a espalhar um “sentimento de insegurança e de receio entre alunos e encarregados de educação”. Desde bullying, atos de auto mutilação, a agressões de vária ordem, o autarca disse ter conhecimento, nas últimas semanas, de “determinados atos” que considera “alarmantes e graves demais para se ficarem pelo silêncio”. (leia mais na edição impressa)

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.