Federação Portuguesa de Suinicultores entregou 70 leitões e sacos de ração a criadores de Oliveira do Hospital

Federação Portuguesa de Suinicultores

Mais de 500 animais foram distribuídos pelos concelhos afetados pelos incêndios do passado dia 15 de outubro.

A Federação Portuguesa de Suinicultores entregou esta quarta-feira um total de 71 leitões a agricultores de Oliveira do Hospital afetados pelos trágicos incêndios do dia 15 de outubro.

A entrega dos animais teve lugar na sede da ANCOSE, na Bobadela, e deixou satisfeitos diversos criadores do concelho que, durante os incêndios, perderam parte, senão toda a criação que tinham nas suas explorações domésticas.

Para o presidente da Federação dos Suinicultores, Vitor Menino esta foi a forma encontrada para organização que dirige para ajudar as vitimas dos incêndios na região Centro, esperando que este gesto ajude a “atenuar a dor e o flagelo” que atingiu as populações. “Quisemos mostrar às populações afetadas que os suinicultores portugueses estão convosco”, afirmou o dirigente, numa breve intervenção dirigida aos agricultores oliveirenses, durante a descarga e entrega dos leitões.

Consciente da importância destes animais para a pequena agricultura rural e familiar, onde em quase todas as casas ainda se cria o porco, Vitor Menino deixou votos que esta “pequena ajuda” seja um contributo para a recuperação destes territórios tão fustigados que foram pelo fogo. “Queremos que rapidamente recuperem as vossas vidas e regressem à normalidade”, afirmou, durante a oferta dos animais.

A agradecer a ajuda da Federação Portuguesa de Suinicultores esteve o dirigente da Ancose e veterinário municipal, Pedro Couceiro, para quem, nesta altura, “toda a ajuda é bem vinda para minimizar a tragédia que se abateu no concelho”. “Esta é mais uma ajuda que vocês tanto precisam”, afirmou o médico veterinário, prometendo agilizar todo o processo de entrega dos animais aos criadores. Criadores que mostraram também o seu reconhecimento por todo o apoio e solidariedade que tem chegado de diversas formas, ajudando assim as famílias a reerguer-se, depois de terem perdido os animais de criação.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.