GNR deteve seis festivaleiros por suspeita de tráfico

Folha do Centro - GNR deteve seis festivaleiros por suspeita de tráfico

Acessos ao festival de música eletrónica, realizado no Parque de Campismo de S. Gião, mereceram uma atenção especial das autoridades.

Foram três dias de atenção redobrada nos acessos ao Parque de Campismo de São Gião, onde decorreu mais uma edição do Insomnia – Festival de Música Eletrónica, que começou sexta-feira e terminou domingo. O resultado final aponta para a detenção de seis indivíduos, de nacionalidade portuguesa, com idades entre os 21 e os 34 anos.

De acordo com fonte do Destacamento da GNR da Lousã, os seis “festivaleiros” foram detidos por tráfico de estupefacientes, uma vez que tinham em seu poder droga que ultrapassava o limite legal em termos de consumo, ou seja, 10 doses. Presume-se, de resto, uma vez que as detenções ocorrerem nos acessos ao recinto, que o objetivo era proceder à comercialização durante o festival.

Aos seis suspeitos os militares apreenderam um total de 285 doses de haxixe, 65 doses individuais de anfetaminas e 47 de cocaína. Foram ainda apreendidas uma quantidade residual de cannabis e 578 euros. Os seis detidos foram presentes a tribunal, para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação convenientes.

Na mesma operação, foram levantados quatro autos de contraordenação por consumo de estupefacientes a outros tantos indivíduos, entre os 20 e os 30 anos, igualmente “fiscalizados” na via de acesso ao festival.

A operação policial, desenvolvida sexta-feira, sábado e domingo, envolveu cerca de dezenas e meia de militares, do Núcleo de Investigação Criminal da Lousã e do posto territorial da GNR de Oliveira do Hospital.

O comandante do Destacamento da GNR da Lousã sublinha não ter conhecimento de qualquer situação anómala ou que colocasse em risco a segurança dentro do recinto. Uma vez que se trata de uma zona isolada, também não houve queixas por ruído ou estacionamento abusivo. De resto, a organização havia acautelado os necessários espaços para estacionar. Igualmente de assinalar é o facto de este ano não se terem registado casos de furto em estabelecimentos comerciais, nomeadamente em Oliveira do Hospital, como tem acontecido noutras edições do evento.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.