Homem mata amigo com golpe de navalha no pescoço

morte lajeosa1

morte lajeosa2Caso ocorreu no lugar de Malhadoura (Lajeosa) e o homicida encontra-se em prisão preventiva.

Um homem de 48 anos matou o amigo à facada, no lugar de Malhadoura, freguesia da Lageosa, depois de mais uma noite de copos e de discussões violentas.

“Isto era o prato do dia”, contam, ainda que a medo, os vizinhos da vitima, conhecido pelos populares como o “trinta”.

Vítima e agressor envolviam-se frequentemente em cenas de pancadaria, num quadro de consumo de álcool, que terminavam quase sempre com a visita da GNR à habitação que Jorge “trinta” partilhava com uma companheira, também ela com um histórico de alcoolismo.

Na noite da tragédia, os dois indivíduos terão voltado a envolver-se numa “bulha”, contando com o alheamento da vizinhança e da própria mulher da vítima, que se encontrava no interior da habitação, já embriagada. “Isto era quase todos os dias, não havia semana nenhuma que a GNR não viesse aqui”, relata quem conhecia, ainda que à distância, o dia a dia dos dois “amigos”.

“Aquilo tinha de se dar um dia”, dizem, lembrando que os dois homens, praticamente da mesma idade, já eram conhecidos na povoação por estes comportamentos.

O alerta foi dado cerca das duas da manhã, tendo-se deslocado ao local Bombeiros e GNR que se depararam com a vítima numa das divisões da casa, onde se terá tentado refugiar para fugir do agressor. Apesar das manobras de reanimação no local por parte da equipa da SIV de Seia que se deslocou ao local, o óbito do homem, de 46 anos de idade, acabou por ser confirmado pela VMER (Viatura de Emergência Médica e Reanimação).

Apesar de lamentar o sucedido, Nuno Batista, presidente da Junta de Freguesia de Lagos da Beira e Lajeosa, lembra que vítima e agressor já eram conhecidos por este tipo de conflitos, o que fazia com que este desfecho pudesse ser mais ou menos aguardado.

O presumível homicida que se entregou de imediato às autoridades encontra-se agora em prisão preventiva a aguardar julgamento. Há 30 anos que no concelho de Oliveira do Hospital não se registava um homicídio.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.