João Dinis culpa PS e PSD/CDS de males do Município

Folha do Centro - João Dinis culpa PS e PSD/CDS de males do Município

CDU elegeu local “simbólico” da cidade para apresentar candidatos às autárquicas.

Foi num sítio “simbólico” da cidade oliveirense, junto ao agora mega agrupamento de escolas de Oliveira do Hospital, que o cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, João Dinis, fez questão de apresentar os candidatos do partido às autárquicas no concelho, aproveitando, de uma penada, para criticar o estado de alguns dos equipamentos públicos que ali se encontram, como as piscinas municipais, o parque dos marmelos e ainda as opções políticas deste e de anteriores executivos em áreas consideradas chave.

O candidato comunista que, segundo afirmou, entra nesta corrida, para contribuir para que o debate público tenha “conteúdo” e não seja apenas “gritaria”, começou por criticar a “opção desastrosa” da concessão, em 2000, do abastecimento de água e saneamento à empresa Águas do Zêzere e Côa, que se traduz atualmente no pagamento de uma fatura “incomportável”. “Temos agora a Câmara Municipal encostada à parede, a pagar a água ao preço que deveria ser paga só em 2030”, referiu João Dinis, lembrando que ou a Câmara faz repercutir estes custos na fatura dos oliveirenses e “tem milhares de lares que não podem pagar”, ou não repercute, e “isto já lhe está a custar um déficite de 1,2 milhões de euros por ano”. “Isto é insuportável e ruinoso”, argumentou o candidato comunista, defendendo uma “alternativa” nesta área, que garanta aos munícipes “água de qualidade e acessível”.

Tendo como pano de fundo a sede do novo mega agrupamento de escolas, João Dinis não deixou de desferir um forte ataque à responsável pela reorganização do parque educativo do concelho – a ex diretora regional de educação e candidata do PSD em Oliveira do Hospital – quem acusou de ter posto em prática uma “politica criminosa” que só serve para despedir funcionários, professores e juntar alunos. Mas se no ensino básico e secundário as críticas recaíram no PSD, no ensino superior as palavras mais duras foram para o presidente do Instituto Politécnico de Coimbra, que João Dinis garante não ter dúvidas “é o primeiro responsável pelo encerramento de cursos na ESTGOH”. “Eu pergunto ao senhor presidente da Câmara se se sente bem a ser candidato por um partido – PS – que tem um destacado militante que faz um ataque destes à ESTGOH”, questionou, ao mesmo tempo que considerou o IC6 um outro “mistério” dos governos PS e PSD/CDS, pois “ninguém consegue explicar como é aquilo continua lá enterrado num pinhal à entrada do nosso Município”. (leia mais na edição impressa)

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.