José Manuel Saraiva lançou “O Bom Alemão” em Oliveira do Hospital

Folha do Centro - José Manuel Saraiva lançou “O Bom Alemão” em Oliveira do Hospital

Jornalista e escritor escolheu a sua terra natal para o lançamento nacional do seu último romance.

Foi com uma Casa da Cultura praticamente repleta de leitores e fãs da escrita de José Manuel Saraiva que o jornalista e escritor nascido no concelho de Oliveira do Hospital, lançou o seu último livro “O Bom Alemão”. Um ambiente carregado de emoções para o autor mas também para todos os que acompanharam este lançamento nacional do seu novo romance histórico que fez questão que se realizasse no seu concelho natal. “É um grande orgulho termos este lançamento do livro”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino que destacou o grande “humanista” que é o escritor a quem o Município já agraciou com a medalha de ouro.

“Ao José Manuel Saraiva quero agradecer, em nome do Município, porque escolheu Oliveira do Hospital para o lançamento deste seu livro. O seu livro vai ter sucesso porque você é um homem de sucesso por uma razão muito simples, é que o senhor é um talento da nossa literatura e na forma como põe as emoções no seu livro e numa escrita que bebemos avidamente”, referiu o presidente da autarquia. José Carlos Alexandrino que destacou ainda a riqueza cultural do concelho, nas suas várias vertentes e “que nos diferencia de outros concelhos”.

Durante a primeira grande apresentação do livro, cuja escolha recaiu em Oliveira do Hospital por “exigência do autor” também o diretor geral da editora Clube do Autor, António Lobato Faria, teceu os maiores elogios ao escritor oliveirense, dizendo mesmo que José Manuel Saraiva “é ouro puro”. “É um grande ser humano e para nossa sorte é também um grande escritor”, considerou, lembrando que o autor apresenta, nesta sua mais recente obra, “um teste à sobrevivência do amor e torna este livro absolutamente surpreendente”.

Coube a Mário Zambujal, conhecido jornalista e escritor, fazer a apresentação de “O Bom Alemão” que está já à venda em todas as livrarias do país, porque também ele se confessou um “admirador da escrita do José Manuel Saraiva”. Sublinhando que se trata de um livro “muito bom” pela “qualidade da escrita e por nos remeter a um tempo da história”, Mário Zambujal apelou à sua leitura, pois “ninguém se vai arrepender”. “Vai apaixonar-vos, vai fazer-vos interrogar sobre esta coisa espantosa que é a vida em si mesma”, afirmou.

Também o presidente da União de Freguesias de Penalva de Alva e S. Sebastião da Feira, Rui Coelho, e o presidente da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Rodrigues Gonçalves, sublinharam o talento e a qualidade da escrita de José Manuel Saraiva, enaltecendo sobretudo a sua “humildade”, sendo “um cidadão do concelho que gosta de regressar às suas raízes”.

E foi num discurso visivelmente emocionado que este filho do concelho de Oliveira do Hospital agradeceu “todas as palavras” que lhe dirigiram, mostrando-se particularmente sensibilizado com “as palavras tão amáveis e tão excessivas que me dirigiram”. Sobre o seu mais recente livro, o autor adiantou que “não é propriamente um romance histórico, é um relato de vidas profundamente amargadas pela história” e que “se situa entre dois momentos históricos” pelos quais sempre confessou ter particular interesse e algum fascínio: a 2.ª Guerra Mundial e o Maio de 68. “Ambos marcaram a Europa de forma indelével”, considerou, mostrando a sua “sincera gratidão” a “todos os que ao longo destes anos, de uma maneira ou de outra, permitiram que eu partisse e chegasse ao sítio onde afinal sempre fui esperado”. O lançamento de “O Bom Alemão” foi ainda motivo para uma noite de fados com o grupo “Alma de Coimbra”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.