JSD acusa JS de aproveitamento político em ação de recolha de alimentos

Folha do Centro - JSD acusa JS de aproveitamento político em ação de recolha de alimentos

Bens reverteram para a ARCIAL.

A JSD de Oliveira do Hospital acusa a sua “congénere” socialista de ter “tirado partido de uma instituição como a ARCIAL para fazer campanha política”. Em causa está uma ação de recolha de alimentos levada a cabo em dois supermercados da cidade, cuja totalidade dos bens revertia a favor daquela instituição de apoio a cidadãos deficientes.
Apesar da Juventude Socialista já ter vindo a público esclarecer os motivos desta ação, explicando aliás que esta é apenas a primeira de muitas outras que se seguirão nos mesmos moldes, isto é, com “o único objetivo de ajudar a comunidade”, a juventude social democrata não deixa de lamentar “o que se passou” durante a ação de recolha de alimentos, em que “os cidadãos que ajudaram nesta iniciativa após fazerem o seu donativo para a ARCIAL receberam por parte da Juventude Socialista desdobráveis nos quais não consta o nome da ARCIAL, mas sim e apenas, uma promoção populista à Juventude Socialista”.
“É para a JSD impensável que uma ação deste tipo defenda segundos interesses”, denuncia a juventude social democrata, considerando o que se presenciou no local “gravíssimo”, e revelador de“uma péssima formação política e pessoal por parte dos intervenientes promotores”. Num comunicado enviado à comunicação social, a JSD esclarece que não é contra a iniciativa desenvolvida pela JS que até está “dentro dos parâmetros” da atuação das juventudes partidárias, mas sim contra os métodos usados pela juventude socialista que, segundo dizem, “tiraram partido de uma associação como a ARCIAL para fazer campanha política”. “Isto é para nós inadmissível e lamentável. A Juventude Social Democrata não se revê neste tipo de atuação politica”, dizem os “jotinhas”, prometendo não deixarem passar em claro estes casos que considera “deploráveis por parte de uma juventude que não dignificou em nada o nome da ARCIAL, que para todos nós merece o total respeito”.
A JSD garante não estar em causa a iniciativa em si, que sendo de “caráter solidário para com uma associação que tanto tem feito pelos Oliveirenses” até considera louvável, simplesmente, sendo aquela uma instituição “meritória”, “não devia ter sido agora desrespeitada com fins meramente político/partidários”. A JS tem outra perspetiva e explica que como juventude partidária quis“marcar a diferença”, ajudando “a comunidade e não ficar apenas pelas palavras”. “Apenas quando ajudamos alguém é que fazemos o que nos compete” afirmam os jotas, prometendo realizar em breve com outra campanha deste género, com o único objetivo de “demonstrar a sua solidariedade para com quem mais precisa”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.