Lajeosa contra “união com Lagos da Beira

Lajeosa revolta freguesia3

Proposta de reorganização de freguesias avança com a possível extinção da freguesia da Lajeosa e consequente agregação com os “vizinhos” de Lagos da Beira.

Foi uma das surpresas da proposta de reorganização de freguesias para o concelho de Oliveira do Hospital, aquela que avança com a possível extinção da freguesia da Lajeosa e consequente agregação com os “vizinhos” de Lagos da Beira. Das cinco freguesias que estão propostas para serem agregadas, Lajeosa foi das poucas que nunca tinha sido ventilada como possível freguesia a “abater”, o que levou já esta semana o presidente da Câmara Municipal a confessar a sua própria surpresa, com a proposta da unidade técnica para a reforma administrativa do território.
Uma questão que não só motivou o espanto do executivo camarário, como está a desencadear reações negativas por parte da população, que além de não se conformar com a extinção da freguesia, concorda ainda menos com a agregação com Lagos da Beira. “Em Lagos nem bom vento, nem bom casamento”, afirma uma idosa com ar irónico, mas convencida de que ninguém vai aceitar esta solução pacificamente. “Voto meu não vai para lá”, dizem em voz alta, duas vizinhas, que fizeram questão de se pronunciar sobre esta “vergonha”. “A maioria das pessoas na Lajeosa é idosa e não tem qualquer meio de transporte então como é que faz para pagar a água e a luz, vão de táxi?”, questionam as populares, lamentando que a freguesia, a pouco e pouco, fique sem nada. “Ainda se fosse uma coisa que não fosse cá precisa, nós ainda nos calávamos, mas a Junta de Freguesia não, faz cá muita falta” consideram, num autêntico coro de críticas, à proposta de extinção da freguesia. “Ainda se fossemos para Oliveira, enfim, a gente já lá vai tratar outros assuntos, também tratava estes. Agora para Lagos é que não”, contestam, alegando desde logo com a falta de transportes para a freguesia vizinha. A alternativa é o transporte próprio ou o táxi, mas este “fica muito caro, e nós somos pobres, não temos dinheiro nem para pagar as contas, quanto mais para o táxi”, referem, desiludidas com os políticos que fazem estas leis. Garantem que a sua opinião é geral e que a “Lajeosa está revoltada” no caso de haver uma união com Lagos, que até consideram “uma terra morta” ao pé da sua. “Só ultimamente é que aquilo tem evoluído mais um bocadinho de resto aquilo não tinha nada” considera uma outra idosa, lamentando também que as “coisas mudem sempre para pior”. “Para as pessoas idosas como nós, que não saímos daqui, a Junta faz-nos muita falta, muita falta mesmo, porque nós não temos possibilidades de nos deslocarmos a Oliveira ou a Lagos”, dizem, fazendo ver que é na Junta que pessoas mais frágeis têm o seu principal apoio para resolver “qualquer problema”. “Não podemos agora andar sempre a alugar carros, porque o dinheiro não chega e além disso, a pé, com essa malandragem toda que anda para aí também temos medo”, entendem, julgando que apesar da distância entre as freguesias não ser muita, não dá para as pessoas se deslocarem com facilidade. “Já não temos pernas para isso, os carros de aluguer são caros, e os transportes não existem” rematam, mostrando-se frontalmente contra a união da freguesia com Lagos da Beira, até porque a ser assim “nas próximas eleições não há votos para ninguém”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.