Limpeza das vias vai ser assegurada por empresa italiana

Folha do Centro - Limpeza das vias vai ser assegurada por empresa italiana

Oliveira do Hospital aposta em serviço de restabelecimento pós acidente rodoviário.

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e as Associações Humanitárias dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital e de Lagares da Beira, acabam de assinar um protocolo de cooperação com a empresa Eurosistra Portugal, que se traduz na adesão a um serviço de rápido restabelecimento das condições de segurança rodoviária nas vias e estradas municipais, em caso de acidente.

O serviço, que funciona 24 horas por dia e de forma ininterrupta, não tem quaisquer custos para o cidadão nem para a autarquia, uma vez que serão exclusivamente imputados às companhias de seguros das viaturas envolvidas pela Eurosistra –, e é acionado mediante uma chamada telefónica efetuada para a central operacional, através de número verde, pelas corporações de bombeiros ou pelas forças policiais. Após o contacto, a Eurosistra compromete-se a assegurar a intervenção do “serviço de restabelecimento pós-acidente” num prazo máximo de 30 a 45 minutos, responsabilizando-se, em caso de sinistro automóvel, pela lavagem e limpeza do pavimento e pela remoção de resíduos líquidos e sólidos da faixa de rodagem através do recurso a equipamentos específicos para este tipo de intervenção especializada.
Oliveira do Hospital é o 15º município do país a aderir a este sistema que está em vias de ser implementado em concelhos com maiores índices de sinistralidade rodoviária como Leiria e Cascais, por exemplo. Na assinatura do protocolo com a empresa que vai assegurar o novo serviço de assistência rodoviária no concelho, o presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, não teve dúvidas em afirmar que este é um projeto pioneiro na região que “certamente contribuirá para aumentar a prevenção e a segurança rodoviária nas estradas sob alçada do município”.
O autarca aproveitou também a ocasião para lançar um desafio ao diretor geral da Eurosistra Portugal, o italiano Giovanni Deleo, para instalar um centro operacional da empresa em Oliveira do Hospital, dando conta da centralidade do município oliveirense em relação às cidades de Coimbra, Viseu e Guarda. José Carlos Alexandrino mostrou-se inclusivamente disponível para criar condições para que aquela empresa especializada na prestação do serviço de assistência pós-acidente possa investir no concelho desde que “esse investimento gere postos de trabalho para os oliveirenses”.
Giovani Deleo deixou a promessa de estudar a proposta do presidente da Câmara, tendo aproveitado para fazer uma demonstração de um dos serviços que presta em plena via pública, através da remoção e limpeza de um derrame de óleo propositadamente lançado no alcatrão.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.