“MotoPlanta” vence Concurso Municipal de Ideias de Negócio em Oliveira do Hospital

Folha do Centro - “MotoPlanta” vence Concurso Municipal de Ideias  de Negócio em Oliveira do Hospital

“MotoPlanta” foi o projeto vencedor na final do Concurso Municipal de Ideias de Negócio, realizada no dia 9 de maio, em Oliveira do Hospital. Esta iniciativa é promovida no âmbito do projeto “Empreendedorismo nas Escolas – Educação Empreendedora” desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIMRC) em estreita parceria com os municípios seus constituintes.

Nesta final, realizada no salão nobre dos Paços do Município, a vitória sorriu ao aluno Hugo Santos, da EPTOLIVA que apresentou ao júri a sua ideia de negócio, a “MotoPlanta”. Trata-se de uma máquina agrícola, resultante da adaptação de um motocultivador para a sementeira de batata, com doseador de adubo incorporado, e que promete “facilitar a vida aos agricultores”. A ideia original e bem apresentada valeu ao finalista do curso Técnico de Instalações Elétricas, Hugo Santos, o passaporte para representar o Município de Oliveira do Hospital na final da CIM da Região Centro, que se realizará no dia 7 de junho, na Figueira da Foz. Aí estarão os 19 projetos provenientes de cada um dos 19 municípios constituintes desta Comunidade Intermunicipal.

O júri deliberou ainda atribuir o segundo lugar ao projeto “Open Door” idealizado pelos alunos João Jesus, Carlos Nascimento e Daniel Costa que frequentam o curso Técnico de Manutenção Industrial, variante Mecatrónica Automóvel na EPTOLIVA, e que consiste num kit, ligado ao sistema de segurança da viatura, que desbloqueia as portas do automóvel após um acidente. Também da EPTOLIVA saiu a terceira ideia de negócio premiada, denominada “Ecoliva” que consiste no aproveitamento do caroço de azeitona para produção de um biocombustível, o bioetanol. A ideia foi apresentada pelos jovens alunos Eugénio Tavares e Diogo Nunes do curso Técnico de Manutenção Industrial, variante Mecatrónica Automóvel.

O projeto “Empreendedorismo nas Escolas – Educação Empreendedora” envolveu, na edição 2013/2014, 11 turmas do ensino secundário e profissional, no Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital e na EPTOLIVA – Escola Profissional de Tábua e Oliveira do Hospital, num total de 165 alunos e 13 professores. Desse trabalho resultaram 18 ideias de negócio apresentadas a pré-seleção por 45 alunos promotores, das quais saíram 10 projetos finalistas que foram defendidos na final do Concurso Municipal de Ideias de Negócio de Oliveira do Hospital por um conjunto de 24 alunos.

Implementado nos últimos anos, o Concurso Municipal de Ideias de Negócio visa sensibilizar e motivar os jovens para as práticas empreendedoras, promovendo o espírito de iniciativa e dinamismo no concelho; e proporcionar ideias de negócio em diversos setores de atividade que tenham viabilidade para a região, com demonstração da sua exequibilidade prática e do potencial dos projetos em causa. O júri, constituído por um representante da Câmara Municipal, um Empreendedor/Empresário da região e um elemento a designar pelo Município relacionado com a temática e com isenção total às escolas envolvidas, foi responsável por avaliar os projetos segundo os critérios: grau de inovação; exequibilidade; impacte para o território da CIM-RC; estruturação da ideia e desenvolvimento (maturação) da ideia.

Antes da divulgação dos vencedores, a vereadora da Educação, Graça Silva sublinhou o empenho de todos os alunos na conceção deste conjunto de boas ideias de negócio, “de grande qualidade” e que “poderão ser colocadas em prática e ser o futuro dos respetivos promotores”. Deu ainda uma palavra de incentivo para continuarem a participar nestas iniciativas que visam “dar ferramentas” e “incentivos” aos alunos para o empreendedorismo. Uma ideia partilhada pelo vice-presidente da autarquia, José Francisco Rolo, que não deixou de assinalar que “é bonito viver num concelho com jovens com esta qualidade, criatividade e este nível de inventividade”. Louvando o trabalho desenvolvido nas escolas com os professores “que ajudam a transformar ideias em projetos interessantes” e o “arrojo dos alunos de apresentar publicamente o resultado de um ano de trabalho”, José Francisco Rolo incentivou estes jovens a nunca desistirem de uma boa ideia e de a “transformar numa iniciativa”. “Façam coisas e utilizem a Câmara Municipal” e outras estruturas de apoio que existem em Oliveira do Hospital, desafiou.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.