Movimento “Rumo ao Camião” apoia vítimas do incêndio em Oliveira do Hospital

Movimento Rumo ao Camião

Paulo Costa é um dos rostos da gigante onda de solidariedade que tem chegado ao concelho de Oliveira do Hospital após o incêndio de 15 de outubro. Em Lisboa, na margem sul, deu vida ao movimento “rumo ao camião” que já possibilitou a entrega de toneladas de bens.

A solidariedade tem chegado a vários locais do concelho. Telhas, chapas, mobiliário e matérias de construção são exemplo de bens recolhidos na zona da capital e entregues a quem mais precisa. Desta forma, Paulo Costa, a residir na Sobreda da Caparica cumpre aquilo que o próprio prometeu a si mesmo, quando começou a ver as imagens da catástrofe que assolou o concelho e a região. “Logo decidi que iria ajudar”, contou por ocasião de uma entrega de bens em Oliveira do Hospital. “Tive o privilégio de conhecer o professor Alexandrino que me fez motivar mais”, contou o homem que faz questão de transmitir em direto no facebook todas as entregas que faz, no sentido de provar que as ajudas chegam a quem mais necessita e “não ficam fechadas num armazém”.

Desde o dia 15 de outubro, Paulo Costa perdeu a conta às toneladas de bens que já conseguiu entregar com os seus amigos. Sabe que tem sido um “esforço imenso” da sua parte e de muitas outras pessoas que, em Lisboa, recolhem os bens porta a porta. Agradece gentileza dos privados que lhe cedem armazéns para a recolha dos bens e da empresa de camionagem de Viseu que faculta o transporte. Só assim é possível “fazer chegar a ajuda a diversas pessoas”. Paulo Costa conta com uma lista de necessidade e, conta que todos os dias recebe “20 a 30 pedidos através do facebook”.

No terreno a atestar as dificuldades das pessoas, Paulo Costa considera que o governo deveria ajudar mais porque as Câmaras não conseguem sozinhas fazer face a tantas necessidades.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.