Município de Oliveira do Hospital nomeado para o prémio “Municípios do Ano – Portugal 2019”

OHP ITM 2017

Logótipo UMO Município de Oliveira do Hospital está nomeado para o prémio “Municípios do Ano – Portugal 2019”, promovido pela Universidade do Minho, através da plataforma UM-Cidades.

A concurso vai estar o “Projeto Ativos E Saudáveis – Oliveira do Hospital Sénior”.

Trata-se de um projeto de referência que integra, para já, sete iniciativas de promoção do envelhecimento ativo e saudável, estando previstas outras, de acordo com o diagnóstico e avaliação que a Plataforma Sénior da Rede Social de Oliveira do Hospital efetua, propondo atividades que estimulem o desenvolvimento cognitivo, social e motor dos idosos.

Este concurso, visa reconhecer as boas práticas de projetos implementados pelos municípios com impacto no território, na economia e na sociedade, promovendo o crescimento, a inclusão e a sustentabilidade. Pretende também colocar na agenda a temática da territorialização do desenvolvimento, perspetivada a partir da ação das autarquias, bem como valorizar realidades diversas que incluam as cidades e os territórios de baixa densidade nas diferentes regiões do país.

Esta sexta edição do prémio “Municípios do Ano – Portugal 2019” conta com 37 municípios nomeados em várias categorias e para o grande prémio. Oliveira do Hospital concorre na categoria de municípios com mais de vinte mil habitantes.

A cerimónia de entrega dos prémios, que será antecedida pela realização de uma mesa redonda subordinada ao tema do “Desenvolvimento Sustentável do Território” –  realiza-se no próximo dia 15 de novembro, às 15h45, no Mosteiro de Arouca, em Arouca.

Os finalistas nomeados em 2019 são: Amares, Melgaço, Cerveira, Vinhais (Norte com menos de 20 mil habitantes); Bragança, Esposende, Ponte de Lima, Famalicão (Norte com mais de 20 mil habitantes); Gondomar, Trofa (Área Metropolitana do Porto); Figueira de Castelo Rodrigo, Oleiros, Penacova (Centro com menos de 20 mil habitantes); Águeda, Figueira da Foz, Fundão, Oliveira do Hospital, Ovar (Centro com mais de 20 mil habitantes); Loures, Sesimbra, Setúbal, Sintra (Área Metropolitana de Lisboa); Coruche, Ponte de Sor, Portel, Santarém (Alentejo); Albufeira, Olhão, Tavira, Vila do Bispo (Algarve); Funchal, Lajes do Pico, Madalena do Pico, Ribeira Grande (Regiões Autónomas); Gondomar, Paredes e Valongo; Palmela, Sesimbra e Setúbal; Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Matosinhos, Porto, Valongo, Gondomar e Espinho (Intermunicipal).

Na edição de 2018, o concurso foi ganho por Arouca ( (projeto “Arouca – Geoparque Mundial da UNESCO”).

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.