Obras para substituição de placas de amianto na escola secundária deverão arrancar no próximo mês

dav

Ministro da Educação visitou sede do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital e confirma arranque das obras de requalificação do complexo escolar em breve.

Aguardadas há vários meses, as obras para a substituição das placas de amianto da escola secundária de Oliveira do Hospital deverão ter inicio já no próximo mês de abril.

A garantia é do presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino e foi corroborada pelo próprio Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que esta quarta feira visitou a sede do Agrupamento de escolas de Oliveira do Hospital, para participar nas atividades da Festa da Primavera que se encontravam ali a decorrer, como forma de assinalar o “renascer” desta comunidade escolar, depois dos trágicos incêndios que atingiram o concelho em outubro passado.

Numa curta intervenção que antecedeu a visita aos vários espaços e projetos da escola sede do Agrupamento, o presidente da autarquia oliveirense deu nota dos problemas que têm estado a impedir as obras avançarem, e adiantou que, neste momento, estão finalmente reunidas as condições para lançar a obra. “Isto têm-se arrastado porque o Tribunal de Contas não deu visto, porque havia aqui um problema de titularidade dos terrenos”, justificou Alexandrino, que de forma a desbloquear a situação, pediu um parecer jurídico à CCDRC para conseguir mais rapidamente a aprovação da candidatura, já que a verba para a requalificação da escola continua “guardada” no pacto da Comunidade. Neste momento “estão reunidas todas as condições para lançar a obra dentro de 15 dias”, adiantou o edil, garantindo que “todos os outros passos” foram dados e estão em ordem para avançar com a empreitada.

Com aulas a decorrer na escola e mais uma época de exames nacionais a aproximar-se, o presidente da Câmara garante, todavia, que esta terá de ser uma obra “faseada” e “muito bem programada” de forma a não prejudicar o ambiente normal de aulas e de estudo dos alunos. Também o titular da pasta da educação confirmou a “boa noticia” que é a requalificação deste espaço escolar, num investimento de cerca de 1,3 milhões de euros e que se insere num conjunto de “230 intervenções em escolas de todo o país”. “A boa noticia aqui é que finalmente estão reunidas todas as condições para a Câmara Municipal fazer a obra”, afirmou o Ministro da Educação para quem esta escola “merece ter todas as boas condições”.

Radiante com a mensagem que o Agrupamento quis passar para a comunidade e a preocupação demonstrada com as questões da preservação da floresta e da natureza, o governante não tem dúvidas que “era difícil escolher melhor escola para assinalar este dia”. “Isto demonstra como este Agrupamento tem a capacidade de se florir depois de um período bem complexo”, afirmou Tiago Brandão que logo à chegada foi recebido por um grupo de alunos do 4º ano, que formaram simbolicamente a Confraria “Os Verdes”, precisamente para defender as questões da preservação do ambiente.

Com o objetivo de provocar um olhar diferente para a natureza e “envolver todos” na recuperação do concelho, depois da tragédia de 15 de outubro, o presidente do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital, Carlos Carvalheira, agradeceu a presença do Ministro nesta iniciativa simbólica e renovou o convite, desde já, para a “reinauguração” deste complexo escolar daqui a mais uns meses, quando as obras de requalificação estiverem concluídas.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.