Oliveira do Hospital assinala feriado municipal com olhos postos na inovação e no desenvolvimento económico

Alexandrino Autarquicas 2017

Reeleito no passado dia 1, para um terceiro mandato, José Carlos Alexandrino deverá deixar, este sábado, uma mensagem de esperança aos oliveirenses, apostando num concelho “mais preparado” para o futuro.

O recém reeleito presidente da Câmara de Oliveira do Hospital deverá deixar este sábado, na sessão solene do feriado do Município, uma mensagem de esperança aos oliveirenses, baseada sobretudo na ideia de que é possível “construir um concelho mais solidário” e com um “grande desenvolvimento económico”.

Reconduzido nas eleições do passado dia 1, com uma nova “maioria histórica”, José Carlos Alexandrino, não hesita quando elege a inovação tecnológica e o desenvolvimento económico do concelho, como uma das prioridades da sua ação política nos próximos quatro anos. “Vamos preparar o concelho para o futuro e haverá uma grande transformação a nível tecnológico” garante Alexandrino, nas vésperas do concelho assinalar a chegada tardia da notícia da implantação da República.

Um facto histórico, é certo, mas que não esconde, gostaria de alterar para outra “data com maior significado para os oliveirenses”. “Não é nada contra a República, porque até sou um republicano convicto, só entendo é que estes dias feriados devem ter uma identidade própria”, defende, prometendo colocar na sua agenda política uma proposta para alterar a data do feriado municipal, para “outro dia qualquer que represente uma grande conquista do nosso concelho”. “Gostaria que o dia do Município dissesse muito mais ao concelho e acho que teria mais significado para os oliveirenses o dia em que Oliveira do Hospital foi elevada a cidade”, chega a sugerir, prometendo “trazer” este tema à discussão pública, no novo mandato, apostado que está em projetar o futuro do concelho.

Um futuro que quer tanto de solidário com os mais “frágeis e desfavorecidos” da sociedade, como de inovador e desenvolvido do ponto de vista económico. “Vamos continuar com a desmaterialização de processos na Câmara Municipal e vamos avançar com o alargamento da rede de wi-fi livre em todas as freguesias”, adianta, apontando para a expansão e modernização da Zona Industrial da cidade, cujo investimento está estimado em quatro milhões de euros, como a sua nova prioridade política.

Uma aposta que não deita por terra outras grandes batalhas que ainda faltam vencer, como sejam as acessibilidades e os serviços de saúde. “Não deixaremos cair essas duas lutas” garante o autarca reeleito, avisando que não deixará o Governo “descansado” enquanto “não as concretizarmos”. E se na saúde reclama “umas urgências a sério”, já nas infra estruturas rodoviárias, Alexandrino não desiste da conclusão do IC6, enquanto for presidente.

Lutas que fazem de Oliveira do Hospital um concelho de gente resistente e de valor que, este sábado, vai ser uma vez mais reconhecida e agraciada pelo Município. “Toda a gente sabe que a minha perspetiva não é homenagear ricos, nem pobres, nem por serem da cor rosa, ou cor laranja, o que se pretende reconhecer é o esforço e o mérito dos oliveirenses”, faz notar, dando o exemplo da homenagem que vai ser feita à “Tia China”, que apesar de ser uma figura humilde “tem um enorme simbolismo por tudo aquilo que tem feito por Lourosa e pela sua igreja moçárabe”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.