Oliveira do Hospital promove requalificação de ecossistemas ribeirinhos

Açude da Volta em Alvoco das Várzeas

Um investimento de 450 mil euros na preservação da natureza.

Fruto de um protocolo de colaboração no valor de cerca de 450 mil euros para investimentos a realizar na rede hidrográfica do concelho, assinado pelo Presidente do Município de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), estão  a ser realizados vários investimentos na rede hidrográfica do concelho.

O projeto, que representa um investimento de 450 mil euros, com o financiamento a ser suportado a  100 por cento ao abrigo do Fundo Ambiental e por intermédio da APA, vai permitir a intervenção da Câmara Municipal em zonas afetadas pelos incêndios de 15 de outubro de 2017, como praias fluviais, açudes e outro tipo de infraestruturas de zonas ribeirinhas.

Sublinhando que a preservação da rede hidrográfica do concelho e dos ecossistemas são absolutamente fundamentais para a promoção do turismo de natureza, José Carlos Alexandrino observa também que este protocolo permitirá ainda realizar intervenções em margens e nos taludes, tendo em vista a diminuição do risco de erosão e a minimização do efeito das cheias e inundações.

Explicando que nos rios que atravessam o concelho de Oliveira do Hospital, destacam-se interessantes galerias ripícolas com corredores ecológicos, acompanhando linhas de água, o autarca destaca também a importância deste investimento de 450 mil euros ao nível da prevenção, porque uma rede hidrográfica limpa é uma importante barreira na propagação de incêndios.

A elaboração dos projetos, é da responsabilidade da APA e as obras de reabilitação e requalificação dos ecossistemas ribeirinhos, que ficarão concluídas este ano, estão em curso nos rios Mondego, Alva, Alvoco, Seia e Cobral.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.