Oliveira do Hospital quer aumentar número de praias fluviais

Folha do Centro - Oliveira do Hospital quer aumentar número de praias fluviais

Na cerimónia do hastear da Bandeira Azul na praia fluvial de Alvoco das Várzeas, o vereador José Francisco Rolo fez notar que o concelho tem todas as condições para potenciar o turismo de natureza.

A Câmara de Oliveira do Hospital quer criar mais zonas balneares reconhecidas na zona do Vale do Alva, com o objetivo de atrair ainda mais veraneantes ao concelho durante o verão.

A ideia foi deixada pelo vice-presidente da autarquia e atual vereador com o pelouro do turismo, José Francisco Rolo, durante as cerimónias do hastear da Bandeira Azul, na praia fluvial de Alvoco das Várzeas.

Satisfeito por ver distinguida, pelo terceiro ano consecutivo, esta zona balnear com um galardão que é sinónimo de qualidade de excelência das suas águas, Francisco Rolo afirmou que o próximo passo será criar, pelo menos, mais uma zona de banhos de águas interiores, considerando o autarca, que já existem espaços balneares, neste momento, que oferecem todas as condições, como sejam infra estruturas de apoio e pontos de assistência aos banhistas, faltando só serem reconhecidas como praias fluviais.

“Estou-me a lembrar do caso específico de S. Sebastião da Feira, onde já há hoje uma zona de banhos, que pode ser convertida em praia fluvial”, avança o vereador do turismo, entendendo que aquele é um espaço que dispõe de boa acessibilidade e uma boa área de areal, além de estar “muito bem acondicionado e preparado” pelo executivo da União de Freguesias local. “Já fizemos alguns contactos com a administração da região hidrográfica em Coimbra para prepararmos esse dossiê, porque é um dos espaços de mais fácil conversão em praia fluvial”, referiu ainda o autarca, que não tem dúvidas que é com este tipo de infra estruturas e de investimentos que o concelho ganha maior atratividade turística.

“Havendo boas praias fluviais não temos dúvidas que quem pode beneficiar com isso é o alojamento turístico”, afirmou, apontando para o forte investimento a que o concelho tem assistido nos últimos 4/5 anos nesta área. “Não é por acaso que nos últimos anos triplicámos o número de camas disponíveis nos vales do Alva e Alvoco”, considera Rolo, entendendo que este investimento privado precisa de ser complementado com a criação de infra estruturas de apoio, com vista a atrair mais visitantes e mais banhistas ao concelho, fazendo também com que o seu período de permanência no território seja cada vez maior.

Já em Alvoco das Várzeas, apesar da distinção com um dos galardões mais “exigentes” em termos de qualidade das águas balneares, o objetivo passa, segundo afirmou o presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, por conquistar nos próximos anos a bandeira de “ouro”, dado os elevados níveis de qualidade das águas do rio Alvoco, considerado um dos menos poluídos da Europa. Uma ambição partilhada pela Junta de Freguesia local, que fez notar o trabalho de preservação do património natural e edificado, condição para esta praia fluvial, ver renovada há três a Bandeira Azul, sendo a única praia do concelho distinguida com este galardão. Alexandrino voltou, aliás, a lamentar que Oliveira do Hospital não tenha mais praias fluviais com Bandeira Azul, devido a fatores “externos ao concelho” que a Câmara não consegue controlar.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.