Volta a Portugal em Bicicleta vai passar em Oliveira do Hospital mas “sem chegadas, nem partidas” da cidade

Folha do Centro - Presidente da Câmara considera preços do evento demasiado elevados

Presidente da Câmara considera preços do evento demasiado elevados.

Oliveira do Hospital vai voltar a ver passar nas suas estradas a prova rainha do ciclismo nacional, em agosto, embora em moldes diferentes do passado.

A Volta a Portugal em Bicicleta, segundo anunciou esta quinta-feira o presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, durante a reunião pública do executivo, vai ter de novo uma passagem pelo concelho, apesar de não ter qualquer partida ou chegada prevista para a cidade, como aconteceu durante alguns anos, antes de 2013.

Este ano, Oliveira receberá, ainda assim, uma prova de montanha, que vai discutir-se na subida entre a Ponte das Três Entradas e Santa Ovaia, e uma meta volante, ficando de fora dos concelhos que acolhem a mais importante prova do ciclismo nacional. Alexandrino explicou porquê. Segundo o autarca, os preços praticados pela organização relativamente a Oliveira do Hospital eram uns antes de 2013, e passaram a ser outros depois de 2013, ano das últimas eleições autárquicas, em que “entraram muitos autarcas novos que mostraram interesse em ter esta prova”. “A partir daí deixaram de ter preços para podermos ter cá a Volta”, referiu Alexandrino, lembrando que durante os anos que Oliveira teve a Volta, e até pela sua relação com o Diretor da Prova, Joaquim Gomes, “tínhamos preços muito convidativos”.

“Deixámos cair a Volta, porque entendemos que era um investimento demasiado grande”, adiantou o edil, que entretanto, já confirmou com Joaquim Gomes, a passagem de uma etapa, este ano, por Oliveira, onde será disputado um prémio de Montanha, na subida a Santa Ovaia.

Antes da prova rainha do ciclismo nacional, que sai para a estrada no mês de agosto, Oliveira do Hospital deverá receber, ainda em julho, outra importante prova de ciclismo: a Volta ao Futuro, esta sim, com uma chegada prevista para a cidade.

Quanto à Volta a Portugal, Alexandrino tem “muita pena”, mas não está “disponível” para pagar um preço tão elevado para ter cá a maior festa do ciclismo nacional.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.