CDS tem como “meta” eleição de um vereador à Câmara Municipal

José Vasco Campos CDS

Candidatura de José Vasco de Campos foi apresentada.

O CDS/PP de Oliveira do Hospital estabelece como meta nas próximas eleições autárquicas a eleição de, “pelo menos”, um vereador à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que será o cabeça de lista, José Vasco de Campos. A candidatura do conhecido engenheiro florestal, natural de Alvoco das Várzeas, foi apresentada em conferência de imprensa, e assume-se, para já, como uma candidatura “pela positiva” que “não está contra ninguém”, mas antes, para puxar pelo que “há de bom no nosso concelho”. Assim a “rotulou” Vasco de Campos que é, assim, o primeiro candidato a avançar para a corrida autárquica de 2013 em Oliveira do Hospital.
Cabeça de lista pelo CDS/PP, José Vasco faz questão de clarificar a sua condição de “independente”, até porque, além do eleitorado tradicional do CDS, o ainda deputado eleito pelo Movimento “Oliveira Sempre”, quer conquistar “toda a gente de bem que queira trabalhar pelo concelho”, nomeadamente pessoas que apoiaram a lista que integrou, como número dois à Assembleia Municipal, em 2009. “Algumas delas já cá estão”, garantiu o candidato, acreditando que “naturalmente muitas dessas pessoas vão estar connosco”.
Consciente das dificuldades próprias de o partido ter estado arredado das lutas políticas nos últimos atos eleitorais autárquicos, a presidente da Concelhia do CDS/PP não tem dúvidas que esta é uma candidatura “para ganhar”, traçando como objetivo “mínimo” eleger José Vasco de Campos como vereador, e ainda recuperar os três eleitos à Assembleia Municipal. Marcar “a diferença” pela positiva é de resto o lema da candidatura do CDP/PP, adianta a líder, Maria José Brito, que reconhece no candidato dinamismo e capacidade de trabalho suficientes para garantir a sua eleição. Trata-se de “um jovem bastante ativo”, que “sempre que estive presente nas Assembleia Municipais foi talvez o deputado mais interventivo e, também, por isso será uma boa aposta do CDS às próximas eleições”, entende a presidente da Concelhia, afastando desde já a possibilidade de coligações pré eleitorais, deixando eventuais “acordos” em aberto para o “pós autárquicas”. Sendo um dos rostos mais visíveis dos independentes, Vasco de Campos avança agora com a bandeira do CDS/PP, confessando-se preocupado com dois problemas que afetam o concelho: a desertificação e o emprego. Dois temas que promete “explorar” na sua campanha eleitoral, até porque entende que o concelho “tem condições” para desenvolver mais a sua capacidade empreendedora, e partir daí voltar a fixar pessoas. “Também temos de aproveitar ao máximo os nossos recursos naturais, temos recursos de muito valor que não estão devidamente potenciados”, acrescentou o cabeça de lista do CDS, apostado em colocar na agenda política questões que preocupam “as nossas gentes”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.