Presidente da CCDRC desafia empresários a aproveitar fundos disponíveis

Folha do Centro - Presidente da CCDRC desafia empresários a aproveitar fundos disponíveis

Sistema de Incentivos e Apoio às micro e pequenas empresas foi apresentado em Oliveira do Hospital.

Anda em digressão pelos 59 concelhos do interior da Região Centro e agora foi a vez do presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro, Pedro Saraiva, se deslocar a Oliveira do Hospital para apresentar aos empresários oliveirenses o programa de incentivos às micro e pequenas empresas – SIALM.
7,5 milhões de euros é quanto as pequenas empresas do interior da região vão ter à disposição para investir, o que, números redondos, pode dar para apoiar 750 projetos diferentes com cerca de 10 mil euros cada um. Trata-se de um programa destinado exclusivamente ao interior do país, e pretende, em Oliveira do Hospital, também ter um efeito multiplicador em termos de criação de riqueza e acima de tudo de criação de postos de trabalho. “É um contributo ainda que modesto para combater esse flagelo que é o desemprego hoje no país”, afirmou Pedro Saraiva, lembrando apesar de tudo que a Região Centro é a que “tem apresentado maior robustez face à média nacional”. Se por um lado é a região que mais necessita de aumentar a fatia da riqueza produzida, o Centro do país é, segundo, o presidente da CCDRC, o que apresenta taxas de desemprego inferiores à média nacional, sendo ainda uma região mais exportadora do que importadora. Tudo “bons motivos” para acreditar que em Oliveira do Hospital, e até pelo número de candidaturas já aprovadas noutros programas – sete projetos, num total de 4,4 milhões de euros de incentivos – continue a ser um concelho a dar “cartas” com o SIALM, e apresentar muitos e bons projetos capazes de valorizar o território e fixar população com a criação de emprego.
Podem candidatar-se a este sistema de Incentivos empresas com menos de 10 trabalhadores, que serão apoiadas de acordo com o número de postos de trabalho criados, havendo incentivos a “duplicar” se se tratar de mais um posto de trabalho criado e se os destinatários do programa forem jovens desempregados e tiverem formação académica superior. “Criar 750 postos de trabalho no interior da Região Centro é esse o desafio que vos deixo hoje aqui”, exortou Pedro Saraiva, apelando aos empresários para não perderem mais tempo, até porque o período de receção de candidaturas já começou.
Da parte da Câmara Municipal também ficou a promessa de apoio técnico aos pequenos empresários oliveirenses que se queiram candidatar aos fundos ainda disponíveis, até porque a “fase difícil do país e do concelho” assim o obriga, com o desemprego a atingir “números absolutamente assustadores”. “Haverá uma estrutura que se montará para apoiar as empresas que queiram aceder a estes fundos”, garantiu o presidente do Município, à espera de reduzir o desemprego no concelho, através deste Sistema de Incentivos. “O nosso objetivo era criarmos aqui 100 novos postos de trabalho, essa é a nossa meta”, afirmou José Carlos Alexandrino, referindo-se aos investidores oliveirenses como “verdadeiros heróis”, que têm sobrevivido até à falta de acessibilidades dignas desse nome. “Oliveira do Hospital não é um concelho qualquer é um concelho altamente exportador, de gente empreendedora, e é pena que os sucessivos governos não tenham percebido isso”, lamentou o edil, para quem “se o país tem estradas a mais não é em Oliveira do Hospital”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.