Centro Comercial virtual disponibiliza produtos regionais a qualquer hora

Regional Innovation5

Projeto pertence a dois jovens empreendedores oliveirenses.

Já imaginou comprar um queijo serra da Estrela em Paris ou em Londres às horas mais improváveis? A resposta talvez seja negativa, mas a partir de agora pode não só comprar este, como outros produtos da região noutro qualquer local do “mundo” no novo shopping virtual que abriu portas este fim de semana em Oliveira do Hospital, totalmente dedicado à comercialização de produtos regionais da Serra da Estrela e Beira Serra. Uma plataforma inovadora, criada por dois jovens empreendedores oliveirenses, que aproveitaram o prémio monetário atribuído pelo Município no âmbito do concurso “ideias de Negócio”, para lançar este projeto empresarial.
O novo Centro Comercial da Serra da Estrela foi inaugurado este sábado, nas instalações da BLC3, onde está ainda “incubado”, e é o primeiro do género a aliar as novas tecnologias à comercialização dos produtos de excelência da região, nomeadamente a gastronomia típica e o artesanato. “A ideia é que as pessoas possam circular e fazer as suas compras como se de um centro comercial físico se tratasse, podendo encontrar neste espaço os vários produtos da região”, explica Raquel Almeida, uma das promotoras do projeto, sublinhando o facto de não existir qualquer plataforma na internet dedicada exclusivamente à região. “Sentimos que podíamos colmatar essa necessidade, porque as pessoas que não são desta região e também lá fora têm muita dificuldade de ter acesso aos nossos produtos, então através desta plataforma podem ter acesso 24 horas por dia, em qualquer parte do mundo, àquilo que esta região tem para oferecer”, refere a jovem empreendedora, lembrando que o novo “shopping” vai estar associado a produtos de excelência, de modo a não descurar a qualidade dos produtos.
Raquel Almeida dá ainda conta da adesão positiva dos parceiros associados, que “tanto os de pequena dimensão, como de grande dimensão, acreditaram em nós, e aceitaram colaborar com o nosso projeto”.
O objetivo, segundo os promotores, é criar uma rede de parceiros que englobe não apenas os produtores artesanais ao nível do setor alimentar/gastronómico e artesanato, mas poder ir mais além e integrar neste centro comercial, outros produtos igualmente com tradição na região. Além disso, os jovens oliveirenses pretendem ainda lançar novos produtos “exclusivos da nossa plataforma”, pensando assim poder contribuir para valorizar os produtos e os próprios produtores da região, bem como melhorar o grau de satisfação do consumidor. 48 horas é quanto pode demorar um determinado produto a chegar ao consumidor em território nacional, e o máximo de cinco dias, no caso das entregas serem para a Europa, já que o resto do mundo. É pelo menos o tempo de espera previsto por Gonçalo Garcia, outro dos promotores do projeto em conjunto com Raquel Almeida, que assumem a inovação como o principal segredo do negócio, que promete levar a todo o mundo os melhores produtos desta região serrana.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.