Quercus solidária com Oliveira do Hospital contra a exploração de lítio na região

minas litio

O novo presidente da associação ambientalista Quercus mostrou-se solidário com a população de Oliveira do Hospital na luta que trava, neste momento, contra a prospeção de lítio nalgumas áreas “protegidas” do concelho.

Paulo do Carmo que esteve recentemente no concelho garantiu estar ao lado do executivo da Câmara Municipal, na posição que tornou pública recentemente contra a intenção de se realizarem prospeções com vista à exploração de lítio numa extensa área do concelho, não por estar contra o lítio, mas contra a forma como querem fazer essa exploração, “com explorações a céu aberto, em áreas protegidas, em parques naturais, perto de rios, de captações de água, junto às pessoas”. “Isso nós não queremos e nessa luta a Quercus também estará não só com o executivo da Câmara, como estará com todos vós”, afirmou o dirigente ambientalista.

Também o presidente da autarquia, José Carlos Alexandrino reafirmou a posição do Município contra a exploração de lítio, lembrando que a área abrangida pelas prospeções para já, é a mesma que durante as últimas décadas tem sido sacrificada com exploração de minério, que é sobretudo a zona da Cordinha e a freguesia de Seixo da Beira, onde existem crateras a céu aberto que levantam não só questões ambientais, como da própria segurança das pessoas.

Alexandrino lembra que está previsto para esta área do concelho a candidatura a um projeto de reabilitação ambiental, o que reforça ainda mais a posição contra todo e qualquer tipo de exploração mineira nesta zona. “Vamos lutar até às últimas consequências” adiantou o presidente da Câmara, que reclamou o pedido feito por uma multinacional australiana à Direção Geral de Energia e Geologia para concessão de direitos de prospeção e pesquisa de lítio numa vasta área da região.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.