Quinta da Serrana recebe 170 árvores novas

Folha do Centro - Quinta da Serrana recebe 170 árvores novas

Ação de “reflorestação” promovida pelo Agrupamento da Cordinha insere-se num projeto mais vasto designado “Tratar bem Oliveira do Hospital”.

A Quinta da Serrana, em Ervedal da Beira, acaba de receber 170 árvores novas. A iniciativa foi do “clube eco escolas” do Agrupamento da Cordinha, que aproveitou o último dia de aulas dos alunos, antes das férias da Páscoa, para antecipar as comemorações do Dia Mundial da Floresta, plantando no local várias espécies autóctones.
Mais de 120 crianças participaram na ação de reflorestação do espaço, propriedade do Município Oliveirense, quese insere num projeto mais vasto relacionado com a área da floresta e preservação do meio ambiente.
“Tratar bem Oliveira do Hospital” é como foi designado o projeto que arrancou na Quinta da Serrana e termina no dia 6 de abril, com uma grande ação de reflorestação das zonas ardidas nos incêndios do verão passado, estando previstas ainda visitas a ETAR’s do concelho e a participação em ações de sensibilização sobre como poupar água. Atividades que como fez questão de lembrar o presidente do Agrupamento de Escolas da Cordinha, Carlos Carvalheira, “são sempre muito valorizadas” pela escola, na medida em que “é o contributo de cada um de nós para um meio ambiente menos poluído e mais saudável”.
No caso da Quinta da Serrana, a Junta de Freguesia agradece ainda mais este plantio, pois o espaço continua a ter zonas “ainda muito despidas de árvores”, uma vez que a plantação feita há alguns anos, ainda no tempo do anterior executivo, não vingou, acabando por secar. Agora o presidente da Junta de Ervedal da Beira espera que o mesmo não aconteça com estas árvores, tendo desafiado mesmo as crianças a visitar o espaço daqui a uns tempos, para verificarem se as árvores estão a crescer.
Uma ideia reforçada pela vereadora da educação, Graça Silva, que também esteve no local, alertando os alunos de que não é só plantar, como devem cuidar “amanhã” da sua árvore. Vereador com a tutela do ambiente, José Francisco Rolo, desafiou ainda os alunos a “adotarem” a sua árvore como quem adota um animal de estimação, acreditando que, entre outros objetivos, “estas ações servem para aprendermos a ser melhores cidadãos”. Rolo aproveitou, de resto, para lembrar todo o trabalho realizado nesta área desde 2010, para “compensar” a devastação provocada pelos incêndios florestais, destacando nomeadamente a reflorestação do perímetro da Senhora das Necessidades, em Vale de Maceira, que envolveu a reflorestação de uma área considerável. “Já conseguimos plantar vários milhares de árvores em zonas ardidas e abandonadas”, referiu o vereador, para a quem a defesa do ambiente é “uma opção clara do Município” que todos os anos tem “substituído” árvores em espaços diferentes do concelho. “Plantámos simbolicamente algumas árvores no Mandanelho para substituir algumas que estavam secas e caducas”, afirmou, dando ainda o exemplo mais recente de uma ação desenvolvida no parque dos Marmelos, onde cada árvore ficou com um “patrono”.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.