Muito trabalho pela frente

Daniel Dinis Costa


DANIEL DINIS COSTA 2013

Porque muitas vezes o difícil é manter o nível de desenvolvimento que alcançámos, certamente que esta é a hora de continuar a apostar e a acreditar no atual Presidente de Câmara e na sua equipa.

É este o desafio para a recandidatura do atual Presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, a mais um mandato pelo PS à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. Sim. Porque é de trabalho que se trata. De trabalho pelo concelho. Mas sobretudo de trabalho para servir as pessoas.

Longe vão os tempos em que a Câmara Municipal era uma fortaleza, só acessível a alguns, fechada sobre si própria, como se fosse património de um PSD que a governava. Longe vão os tempos em que ser Presidente de Junta de Freguesia era um verdadeiro desafio à paciência e resistência, tal era a dificuldade em fazer uma pequena obra sem aval superior. Principalmente se a cor da obra fosse diferente. Longe vão os tempos do chapéu na mão e da pedinchice para obter um simples apoio para uma associação ou instituição. Longe vão os tempos do chapéu na mão, entenda-se, chapéu-de-chuva, para esperar pelos autocarros no meio da rua. Longe vão os tempos da fobia em sair do concelho e ir a Coimbra, Lisboa, Bruxelas, reivindicar fundos e desenvolvimento para o concelho. Hoje, tudo isto parece distante e fora da realidade. Mas é bom relembrar aquilo que não queremos voltar a ter. E acredito que estes tempos nunca mais voltarão. Não há retorno possível ao passado. Felizmente que os Oliveirenses são inteligentes e sabem o que querem e o que não querem.

E certamente que querem uma Câmara de boas contas, entre as melhores do país. E não é só no discurso. É nos resultado de gestão que apresenta. Nunca com tão pouco, se fez tanto. Em 2016, as receitas foram inferiores às de 2009. Mas em 2016, as dívidas deixadas pelo PSD em 2009, são menos de metade. Hoje, com muito menos, faz-se muito mais. Há menos receita, mas há melhores contas. Há menos receita, mas diminuiu-se brutalmente a dívida. Há menos receita, mas fazem-se mais obras. Há menos receita, mas atribuiu-se muito mais dinheiro para as Freguesias. Há menos receita, mas apoiam-se muito mais Associações culturais, desportivas e sociais, por esse concelho fora. Há menos receita, mas há muito mais capacidade para negociar e trazer dinheiro para o concelho. Há menos receita, mas há muito mais investimento nas pessoas. E qual é a receita para o sucesso? É o rigor financeiro e a capacidade de gestão.

Porque há muito trabalho pela frente, é fundamental manter a dinâmica do concelho, conseguida à custa de muita luta. Luta essa que nunca acabará. Essa é uma certeza que os Oliveirenses têm. Este executivo não baixa os braços e não se conforma com o que foi conquistado. Há um IC6 que tem todas as condições para ser realidade. Há uma EN 17 que vai iniciar uma requalificação aguardada há anos e anos. Há muitos milhões dos vários quadros comunitários a serem investidos em Oliveira do Hospital. Há muitas obras a decorrerem e muitas mais para serem realizadas, para as quais já há financiamento. Há uma dinâmica cultural, desportiva e social sem precedentes, que é importantíssima para a projecção que hoje Oliveira do Hospital tem. Há muitas “festas” para realizar e continuar a trazer milhares de pessoas a Oliveira do Hospital, que estimulam a economia local, o Turismo, a Hotelaria, a restauração, o comércio local. Há projetos em marcha para dinamizar a zona industrial e apostar forte no desenvolvimento económico do concelho.

Porque muitas vezes o difícil é manter o nível de desenvolvimento que alcançámos, certamente que esta é a hora de continuar a apostar e a acreditar no atual Presidente de Câmara e na sua equipa. Porque há muito trabalho pela frente, ninguém tem dúvida que o atual Presidente da Câmara e respetivo executivo são as pessoas certas, no lugar certo, no tempo certo, para continuar a trabalhar com a mesma vontade, determinação e inteligência, pelas pessoas do concelho de Oliveira do Hospital.

Este é um projeto autárquico único. Onde todos têm lugar. Onde contamos com todos sem olhar a cores partidárias. Sem preconceitos, nem partidarites. É um projeto do Partido Socialista, em que o partido é o concelho. Em que o que conta são as pessoas. É um projeto abrangente, que pretende ter os melhores e mais capazes na Câmara Municipal, na Assembleia Municipal e nas Juntas de Freguesia. E será com o contributo de todos que certamente, dia 01 de Outubro, se reforçará este grande projeto que é o concelho de Oliveira do Hospital. Com muito trabalho pela frente.

Obrigado pela paciência e boa leitura.

Daniel Dinis Costa

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.