Restaurante Cristina eleito o terceiro “Melhor Arroz de Portugal”

Folha do Centro - Restaurante Cristina eleito o terceiro “Melhor Arroz de Portugal”

Proprietária diz que a procura pela cabidela de coelho já se começou a notar.

Era uma das iguarias favoritas ao “Melhor Arroz de Portugal” e conquistou um honroso terceiro lugar entre os cinco finalistas deste concurso que contou com mais de 1500 concorrentes a nível nacional.

Trata-se do arroz de cabidela de coelho da aldeia e é da autoria do Restaurante Cristina, em Aldeia Formosa, que já em 2013 tinha ficado a um passo de ir à final com o seu não menos famoso arroz doce da avó, entre 1018 candidatos, nesta iniciativa promovida pela Unilever.

Este ano e depois de ter batalhado nas redes sociais – uma vez que a ida à final dependia da votação do público na página do facebook – para promover a sua novel receita gastronómica, a proprietária do conhecido restaurante oliveirense, Cristina, conseguiu chegar ao topo da tabela, com a sua receita de arroz de cabidela de coelho da aldeia. O prato que já começou a conquistar a clientela que frequenta a casa, ficou entre os mais votados na rede social facebook, o que deu acesso à final do concurso, disputada em Lisboa, na Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal. “Tenho de agradecer em primeiro lugar ao público que acreditou e confiou no meu prato, e que com a sua participação me deram a primeira vitória que foi chegar à final”, refere a “chef” Cristina que apostou numa receita à base de carne de coelho que, embora menos consumida, tem a vantagem de ser “uma carne com menos teor de gordura” dando “um paladar único ao arroz”, diz.

“Julgo que isto vai ser bom não apenas para o restaurante, como vai ser mais uma referência gastronómica para o concelho” entende Cristina, que tem a experiência do ano anterior com o “seu” arroz doce, que depois de ter sido um dos mais votados do país, “tem sido um sucesso”. “Antigamente só fazia arroz doce uma vez por semana e agora faço arroz doce quase todos os dias”, compara a proprietária, não tendo dúvidas que o lugar alcançado neste concurso vai também aumentar a procura pela cabidela de coelho. “No domingo já foi uma loucura, não saí da cozinha, porque veio muita gente para experimentar este prato”, que antes era só feito por encomenda, garante Cristina.

Para alcançar o terceiro lugar do “pódio”, o seu arroz de cabidela teve de “passar” em determinados critérios, como a originalidade do prato, o empratamento, a nutrição, a apresentação da “chef”, o que apesar de ter apanhado de surpresa Cristina, acabou por ser uma prova bem superada. Agora a próxima etapa da “chef” é já em Santarém, a 8 de junho, onde foi convidada a participar num show cooking naquela que é uma das maiores festas gastronómicas do país, como um dos arrozes favoritos de Portugal.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.