Rodrigues Gonçalves acusa candidato do PSD de usar profissão para “caça ao voto”

Folha do Centro - Rodrigues Gonçalves acusa candidato do PSD de usar profissão para “caça ao voto”

Polémica na página de Avô no Facebook pode terminar no tribunal.

“Lamentável, simplesmente lamentável” é assim que o deputado à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, Rodrigues Gonçalves, lança, na página “Amigos de Avô” no facebook, aquele que pode ser o primeiro “incidente” desta pré campanha autárquica no concelho.
O eleito do PS socorreu-se de uma das maiores redes sociais do mundo para “partilhar” uma denúncia relativamente à atuação do candidato do PSD à Junta de Freguesia, José Carlos, acusando-o de “se apoiar” na sua função profissional – o cabeça de lista é enfermeiro no lar de idosos e no posto médico local – para “pressionar” aqueles que serve a “optar por determinado projeto político”, referindo-se em concreto a pressões sobre uma família supostamente utente do enfermeiro.
“São pessoas que utilizam o serviço que prestam à causa do folclore local para pressionarem os elementos, alguns dos mais humildes, a optarem pela sua recente opção política”, pode ler-se no texto publicado no facebook, denunciando ainda supostas “ameaças de represálias”, feitas pelas mesma “pessoa”. “Isto é do pior que tem a política, porque impede os homens de seguirem o seu próprio caminho”, escreveu o eleito local do PS, que acusou ainda estas “pessoas” de aparecerem agora como “salvadores”, quando “desconhecem de todo a história desta vila e os cidadãos ilustres que a serviram”.
O cabeça de lista do PSD não tardou em responder, também através do facebook, explicando em primeiro lugar que a sua candidatura não se trata de uma candidatura de “salvadores”, mas sim de “um grupo de pessoas que querem trabalhar para Avô desinteressadamente, sem ambições politicas e sem interesses pessoais ou particulares” e depois que “embora não sendo de Avô conhece bem muitos avoenses a quem esta terra deve muito”, considerando-se ele próprio um avoense, pelo envolvimento e dedicação a “todas as causas nobres desta vila”.
Já em relação às pressões de que é acusado, o enfermeiro José Carlos acusa Rodrigues Gonçalves de “uma falta de ética inadmissível”, porquanto “utiliza argumentos falsos para fins políticos”. O candidato laranja aconselha por isso o deputado avoense a deixar-se de “provocações baixas”, desafiando-o mesmo a esclarecer “a verdade dos factos” junto das pessoas que alega terem sido pressionadas, sob pena, diz, do povo de Avô ficar a conhecer a sua “falta de ética e de caráter”.
Face ao teor das afirmações em causa, o enfermeiro não pode de lado avançar com uma queixa nos tribunais, ao que diz, para pôr RodriguesGonçalves “ no devido lugar”.

 

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.