Seixo da Beira assinalou 500 anos do Foral Manuelino

Folha do Centro - Seixo da Beira assinalou 500 anos do Foral Manuelino

Exatamente 500 anos depois de D. Manuel I assinar a Carta de Foral, datada de 9 de fevereiro, a população de Seixo da Beira reuniu-se para festejar a efeméride. Foi a primeira freguesia do concelho de Oliveira do Hospital a celebrar os 500 anos do Foral Manuelino, cujas comemorações se vão prolongar ao longo do ano um pouco por todo o concelho.

Para assinalar a data foi promovido um concerto com o Coral de Sant’Ana na Igreja Matriz do Seixo da Beira, espaço que acolheu um momento de recriação da entrega do foral, cujo teor do documento foi lido em voz alta e posteriormente entregue, simbolicamente, ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino e ao presidente da Junta de Freguesia de Seixo da Beira, Carlos Batista. Ainda nessa tarde assistiu-se ao descerramento de uma placa evocativa da efeméride, não sendo possível continuar com o programa cultural devido à chuva intensa e que impediu a atuação do Rancho Folclórico da Associação Cultural da Freguesia de Seixo da Beira. As comemorações culminaram num jantar comemorativo para toda a população.

A presidir a uma freguesia que conta com um “valioso património cultural e religioso” e que constituem “as marcas da nossa história”, Carlos Batista considerou que “o povo e a Junta de Freguesia não podia ficar indiferente a isto”. Meio século depois, “hoje também é dia de festa. Estamos a comemorar com emoção, solenidade e muita dignidade uma das datas mais importantes da nossa longa e rica história”, afirmou o presidente da Junta de Freguesia. Uma festa “simples mas com a dignidade que merece” e que terá continuidade ao longo do ano, como assegurou o autarca do Seixo da Beira, nomeadamente por ocasião da Festa do Pão, Bolos e Bolas, em que “continuaremos a celebrar os 500 anos foral”. “Também assim continuamos a desenvolver a nossa freguesia”, disse Carlos Batista.

Depois de Seixo da Beira, seguir-se-á Oliveira do Hospital (27 de fevereiro); Lagos da Beira (15 de março); Ervedal da Beira e Lagares da Beira (15 de maio); Lourosa, Avô, Nogueira do Cravo, S. Sebastião da Beira (12 de setembro). Dos doze forais manuelinos, apenas estes nove são de 1514, mas as restantes localidades com carta de foral – Bobadela (1513), Penalva de Alva (1516) e Vila Pouca da Beira (1519) – irão assinalar a efeméride também este ano. (leia mais na edição impressa)

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.