Seixo da Beira promoveu pão e bolas confecionados à moda antiga

Folha do Centro - Seixo da Beira promoveu pão e bolas confecionados à moda antiga

Fornos comunitários não chegaram para as encomendas durante o fim de semana da Feira.

Terra de forneiras e padeiros afamados, Seixo da Beira voltou a promover este fim de semana algumas das “especialidades” típicas da freguesia – o pão, mas também as bolas e os bolos doces amassados e cozidos como manda a tradição, nos fornos comunitários.

Tratou-se da nona edição da Feira do Pão, Bolos e Bolas, que este ano “ultrapassou todas as expectativas”, tendo sido consumidos mais de 650 quilos de farinha, 100 quilos de bacalhau e 50 de carne que serviram para a confeção de largas centenas de pães e bolas. A grande novidade foi a aposta na bola de carne de coelho, que esgotou praticamente mal saiu do forno, fazendo as delícias dos apreciadores desta iguaria. “Foi uma aposta ganha, porque se trata de uma carne saudável e que aqui quase toda a gente produz”, explica o presidente da Junta, Carlos Batista, lembrando que esta feira privilegiou uma vez mais a qualidade dos produtos e não a quantidade. “Tivemos aqui um grande evento, mas não reforçámos muito a quantidade, queremos acima de tudo qualidade”, garante o autarca, fazendo um balanço francamente positivo do certame que levou largas de centenas de visitantes à sua freguesia, para degustarem e levarem para casa o famoso pão amassado pelas suas forneiras.

Os fornos comunitários da aldeia não funcionam, aliás, só em dias de festa. “Durante o ano é sempre assim”, diz Carlos Batista, apontando para uma espécie de “escala” existente entre os utilizadores habituais, mantendo viva a tradição não só de amassar, como de cozer o pão em forno a lenha. “Isso é o que distingue o nosso pão, é a qualidade dos fornos e a forma como as pessoas o tratam”, acrescenta o autarca, satisfeito por ver que este certame atrai cada vez mais gente à sua freguesia, ajudando a projetar um bem essencial em qualquer dieta alimentar.

Com um cartaz de animação “reforçado” em relação a anos anteriores, onde marcou presença o cantor “pimba” Quim Barreiros, o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital realçou também a aposta do seu executivo em projetar este e outros eventos promocionais nas freguesias, julgando que esta estratégia tem vindo a dar frutos, colocando, cada vez mais, o concelho na “moda” em termos turísticos. Com vista a dar mais autonomia e apelar à criatividade das freguesias, Alexandrino adianta mesmo que no próximo ano irá entregar 10 mil euros a cada Junta de Freguesia, com o objetivo de estimular a criação de eventos/iniciativas que possam atrair mais gente a este território.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.