“Seria muito mau se não conseguíssemos melhorar os resultados”

Folha do Centro - “Seria muito mau se não conseguíssemos melhorar os resultados”

Candidato do PSD quer aumentar a votação em relação há quatro anos.

O cabeça de lista do PSD à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, João Paulo Albuquerque, quer reforçar a votação no concelho nas eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro, considerando mesmo “muito mau” se o partido não conseguir melhorar os resultados de há quatro anos, em que apenas conseguiu eleger um vereador à Câmara Municipal.

Os “objetivos” para as eleições que se avizinham foram conhecidos durante a apresentação dos candidatos aos órgãos autárquicos concelhios, que decorreu esta segunda-feira à noite na sede do PSD, na cidade de Oliveira do Hospital, onde João Paulo Albuquerque não escondeu, ainda assim, a ambição de ganhar as próximas autárquicas e devolver a Câmara Municipal ao Partido Social Democrata, que há oito anos perdeu a hegemonia no concelho com a vitória de José Carlos Alexandrino pelo PS.

“As últimas eleições autárquicas foram um desastre, era muito mau se não conseguíssemos melhorar esses resultados”, avançou o candidato, acreditando, neste momento, que estão mesmo reunidas as condições para uma vitória da sua equipa, ao que diz “pela indignação” e “pelo medo ainda maior que tenho sentido no concelho”. “Acho que as pessoas estão capazes de promover essa alteração”, fez notar, parco em mais explicações, mas ainda assim, farto em críticas ao atual executivo camarário que acusa de ter colocado, nos últimos anos, o concelho “nas ruas da amargura”.

“O balanço que fazemos deste executivo é muito negativo. Oliveira do Hospital já foi o terceiro concelho e neste momento nem sabemos em que lugar é que está” apontou, criticando este executivo do PS de ter “esquecido os empresários, sobretudo os pequenos”, entendendo que “sem eles não se consegue alavancar a economia local. “O problema passa pela criação de postos de trabalho, temos de esquecer os empregos de 500 e 600 euros, e temos de esquecer os POC’s e afins e criar um tecido empresarial capaz de repor Oliveira do Hospital nos lugares onde já esteve”, referiu o candidato, em tom crítico, prometendo “mudar o rumo” do concelho, julgando que este se encontra há vários anos num “caminho ruinoso”. “Temos escolhas que nos permitem recusar esse caminho, que há oito anos que nos coloca no atraso, no atrofio, na decadência e no retrocesso”, afirmou, garantindo ter uma equipa composta de “gente honesta e empreendedora” capaz de intervir em várias valências e de acabar “com a falta de rigor e de visão para o concelho”.

“Fomos às bases, aos verdadeiros social democratas que estavam esquecidos e desaparecidos que nos disseram que sim que estavam dispostos a defender as cores do nosso partido”, revelou João Paulo Albuquerque que pediu, antes de qualquer intervenção, um aplauso para o antigo presidente da Câmara, Mário Alves, por este ter sido o “mentor” deste projeto autárquico, apesar de não integrar as suas listas.

Das 16 freguesias do concelho, o PSD apresenta lista em apenas 13, e leva como cabeça de lista à Assembleia Municipal o atual vereador no executivo e presidente da secção concelhia do PSD, João Brito.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.