“Temos que contar com os nossos empresários”

Folha do Centro - “Temos que contar com os nossos empresários”

Município premiou melhores ideias de negócio no âmbito do “Empreender +” 2012.

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital entregou, este sábado, os prémios aos vencedores do Programa “Empreender +” que, em 2012, voltou a agraciar as três melhores ideias de negócio, apresentadas por jovens oliveirenses. Um programa que, o ano passado, atingiu um número recorde de candidaturas, com 25 projetos empresariais a tentarem o prémio pecuniário dado pela autarquia que, com isto, pretende estimular o empreendedorismo e a criação do próprio emprego em Oliveira do Hospital.
O primeiro prémio, no valor de 15 mil euros, foi atribuído a uma jovem empresa do setor alimentar, que se propõe lançar no mercado uma espécie de “lata de conserva” com enchido. O segundo prémio, de 10 mil euros, coube a um jovem enfermeiro que está a desenvolver um sistema inovador de teleassistência e telemonotorização na área da saúde e formação, e o terceiro prémio, no montante de 7,5 mil euros, contemplou uma produção de cogumelos biológicos, com aplicações na área da saúde e alimentar.
Três projetos mas muitos poderiam ter recebido o prémio instituído pelo Município, e que na opinião do presidente da Câmara, são o reflexo do dinamismo empresarial dos oliveirenses que, ao longo dos tempos, tem sido uma terra de gente empreendedora. “Oliveira do Hospital nem sempre valorizou aquilo que tem, mas tem gentes com uma grande dinâmica empresarial”, referiu José Carlos Alexandrino, lembrando que, contrariamente, a outros concelhos vizinhos que cresceram e se desenvolveram à custa de grandes grupos económicos, Oliveira tem-se desenvolvido graças ao empreendedorismo dos seus empresários.
Exemplo disso, segundo o autarca, é a abertura já na próxima semana de uma nova fábrica de confeções no concelho e ainda um novo investimento que está a ser preparado por uma empresa na área do mobiliário, que precisa de 30 mil metros quadrados para instalar uma nova fábrica em Oliveira, prevendo-se que dê emprego a 160 pessoas. “Temos que contar com os nossos empresários, porque são eles que têm vindo a criar grandes empresas, Oliveira nunca precisou dos grandes grupos económicos”, considerou Alexandrino, para quem os prémios atribuídos simbolizam precisamente esse estimulo ao empreendedorismo de base local.
Também o vereador José Francisco Rolo sublinhou a importância deste programa, não apenas pelo que simboliza em termos pecuniários, mas pelo que incentivo dá ao aparecimento de novas ideias de negócio, num concelho que sempre se afirmou pela sua “tradição” e “sucesso” empresarial. “Felizmente que hoje estamos a alimentar uma nova geração de futuros empresários”, garante o vice presidente, que a julgar pelo número elevado de “ideias de negócio” que “borbulham em Oliveira do Hospital”, não tem dúvidas que a “iniciativa privada” vai continua a ser a “locomotiva do desenvolvimento” do concelho.
“Só é pena que se tenham que selecionar projetos, porque muitos mais haveria com qualidade e iniciativa”, constatou por seu lado, o presidente da Assembleia Municipal, António Lopes que sublinhou a dinâmica das empresas oliveirenses num momento difícil como aquele que a economia atravessa. Uma capacidade empreendedora que fica bem visível pelo número de pessoas que lutam por uma oportunidade de criar o seu próprio negócio, concorrendo a este Programa, que premeia sobretudo a inovação e a criatividade dos empresários locais.
A cerimónia de entrega dos prémios “Empreender +”serviu também para o Município agraciar as empresas concelhias que em 2012 receberam o galardão PME excelência do IAPMEI. Três empresas oliveirenses de diferentes setores – a AMOL, na distribuição, Queijos Lagos e a Construtora Nogueirense, viram assim o seu trabalho e dinamismo reconhecido pela autarquia, que apesar de tudo, gostaria de dar mais “visibilidade” a este momento, até para “valorizamos mais o que temos”, entende o presidente da Câmara.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.