Vereadores do PSD questionam retorno da BTL para o concelho de Tábua

Folha do Centro - Vereadores do PSD questionam retorno da BTL para o concelho de Tábua

Executivo diz que participação do Município, integrada no stand da Beira Serra, tem sido positiva.

Os vereadores da oposição na Câmara Municipal de Tábua questionaram o retorno que tem para o concelho a sua participação na maior feira do turismo do país – a BTL, que se realiza todos os anos no mês de fevereiro em Lisboa.

Os autarcas da oposição põem em causa, nomeadamente, o investimento do Município, na ordem dos três mil euros, para estar presente nesta bolsa de turismo nacional, quando “depois não temos dinâmica interna” para acompanhar essa promoção, constatou o vereador Nuno Morgado para quem “participar na BTL só para cumprir calendário, se calhar mais valia investir esses três mil euros no que falta fazer para dinamizar a parte turística do concelho”. O autarca do PSD questionou o executivo em permanência sobre “o retorno deste investimento” designadamente em termos de um eventual “aumento do número de reservas no hotel e na restauração”.

Admitindo que o concelho ainda está “um pouco atrasado” nesta área, comparativamente a outros concelhos vizinhos, devido sobretudo à falta de um posto de turismo a funcionar diariamente, a vereadora Paula Neves garante que este é um projeto que não está esquecido, contando abrir esse espaço ao público ainda este ano, juntamente com uma loja de aldeia, integrada na Rede das Aldeias do Xisto. “Reconheço que este é um ponto fraco que ainda temos, mas também não temos tido grande sucesso com as portas a que vamos bater, porque não podemos pôr o posto de turismo em qualquer sítio”, explicou a vice presidente da autarquia tabuense e responsável pelo pelouro do turismo, lembrando, todavia, algum iniciativas lançadas pela Câmara Municipal nesta área, com destaque para o postal turístico do concelho que irá ser apresentado em primeira mão, precisamente, na edição deste ano da BTL. Trata-se de um roteiro dos produtos locais, da gastronomia típica e da restauração, que resulta de um levantamento da oferta gastronómica e hoteleira realizada por um grupo de estagiários da Câmara Municipal na área do turismo.

Ainda nesta área foi sublinhado o contributo que o CLDS – Contrato Local de Desenvolvimento Social, em parceria com o Município, deu, na edição de um roteiro turístico do concelho de Tábua, que dá a conhecer as principais “maravilhas” arquitetónicas e paisagísticas das diferentes freguesias, num trabalho que envolveu a própria população local na eleição dos principais “postais turísticos” do concelho. Uma brochura que, apesar de conter boa informação e útil, para o para os vereadores da oposição, “não é nada apelativa em termos gráficos”.

Pese embora as críticas dos vereadores do PSD, Paula Neves considera que o concelho tem estado a investir nesta área, fazendo ainda um balanço positivo da participação do Município na BTL, que nos últimos anos tem integrado o stand da ADIBER, juntamente com os outros concelhos da região da Beira Serra, realizando ações de promoção conjuntas.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.