Visitas ao Posto de Turismo baixaram em 2012

Folha do Centro - Visitas ao Posto de Turismo baixaram em 2012

Holandeses e Belgas lideram lista de estrangeiros que procuram o concelho.

O Posto de Turismo de Oliveira do Hospital teve uma quebra na ordem dos 600 visitantes, ao longo de 2012. Os dados são do vereador do pelouro do turismo da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que no ano transato contabilizou mais de 13 mil visitas àquele posto de informação, a funcionar na Casa da Cultura César de Oliveira.
Dos 13.856 visitantes que procuraram o Posto de Turismo local, a maioria são de nacionalidade portuguesa, seguindo-se os holandeses e belgas. março, a par com o tradicional mês de férias de agosto, é dos meses do ano que regista maior procura de turistas, o que, segundo José Francisco Rolo, deverá estar relacionado com a realização da Feira do Queijo em meados deste mês em Oliveira do Hospital e que se tem afirmado como um dos principais cartazes de promoção turística do concelho. Relevante é também o número de turistas belgas e holandeses que procuram informação turística sobre o concelho de Oliveira – cerca de 2900 em 2012 – a que não é alheio o facto destas duas comunidades serem as maiores comunidades estrangeiras a residir no concelho.
Perante estes dados, a Câmara Municipal prepara-se para avaliar o “peso” da população estrangeira a residir em permanência em Oliveira do Hospital, através de um levantamento nas Juntas de Freguesia, com o objetivo de articular algumas politicascapazes de proporcionar uma melhor integração das respetivas comunidades.
A ideia, segundo o vereador José Francisco, é criar “um balcão de apoio ao cidadão estrangeiro”, de forma a agilizar processos e ajudar estes cidadãos em eventuais investimentos a realizar no concelho, já que se trata de uma população “altamente qualificada e com poder de compra”, observa o vereador. “São eles que animam o setor da construção civil e do imobiliário, ao nível da compra e reconstrução de imóveis”, garante Rolo, dando conta da presença assídua destas comunidades nalgumas iniciativas da Câmara Municipal, como é o caso do mercado de produtos da terra, no mercado municipal, e da necessidade de os integrar ainda mais noutras atividades locais.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.