Oliveira do Hospital acolhe exposição e debate sobre Violência Doméstica

Expo violencia1

Comemoração do Dia Municipal para a Igualdade.

 Até ao final do mês de junho, encontra-se patente, em Oliveira do Hospital, a exposição “Aqui morreu uma Mulher” que reúne um conjunto de fotografias recolhidas no âmbito da reportagem da revista Visão, sobre os casos das mulheres que viram as suas vidas ceifadas em contexto de violência doméstica. Esta exposição tem percorrido o país através do projeto “Parar, Pensar, Agir pela Igualdade”, pela mão da iniciativa Roteiro Cidadania em Portugal promovida pela ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local e a Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade.

A exposição foi inaugurada esta manhã com a visita de alunos do 1.º ciclo, numa ação que se pretendeu pedagógica para que a mensagem fosse levada pelos mais novos para a escola e para casa.

A exposição ocupará diferentes espaços públicos, como o Jardim Oliveira Mano ou os Paços do Município e outros edifícios municipais, constituindo um desafio aos cidadãos para que conheçam esta realidade que é urgente mudar, reflitam sobre ela e sejam atuantes, denunciando os casos de violência doméstica, que é crime público desde 2000 – o que significa que deixou de depender da queixa da vítima para ser investigado, podendo resultar de uma denúncia de terceiros ou investigação por iniciativa do Ministério Público.

Ainda sob o mote “Parar, Pensar, Agir pela Igualdade”, na próxima quinta-feira, 21 de junho, será dinamizado um debate que tem também como tema central a violência doméstica, com as participações de: José Francisco Rolo (autarquia); Paula Caldas (Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género); Teresa Campos e José Carlos Carvalho (jornalistas da Visão autores da reportagem); Eunice Saraiva (ADIBER); Isabel Amaral (GAF); entre outros com moderação de Sílvia Pereira, da ANIMAR.

Esta é uma das iniciativas comemorativas do Dia Municipal para a Igualdade em Oliveira do Hospital que acontecerá às 15H00 no Jardim Oliveira Mano, aberto à participação de todos os cidadãos. Ainda nesse dia, nos Paços do Município (17H00), será inaugurada a exposição fotográfica que resulta da campanha “Mostra o Cartão Vermelho à Violência Doméstica” que tem desafiado figuras públicas de diferentes esferas da sociedade concelhia e nacional a dar a cara. A iniciativa visa sensibilizar e consciencializar a população sobre este tipo de violência bem como promover o envolvimento da sociedade num compromisso público para a sua erradicação.

O Dia Municipal para a Igualdade culminará com uma largada de balões noturna, no Largo Ribeiro do Amaral, no âmbito do programa mOHve-te Verão 2018.

O Município de Oliveira do Hospital, através da Equipa Igualdade Local: Cidadania Responsável tem dedicado o mês de junho à promoção da igualdade de género colocando o tema no centro da agenda pública concelhia e desafiando os munícipes a envolver-se ativamente no combate à discriminação de género e às diversas formas de violência.

 

Acerca do Autor:

. Siga nas redes sociais Twitter / Facebook.